Dota

Dota: Hackers chineses são presos após lucrarem US$ 140 mil com vendas de cheats

A polícia comunicou o ocorrido à Valve
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Valve/Reprodução
Foto: Valve/Reprodução

Hacks voltaram a ser um problema recorrente nos servidores de Dota 2, mas a China não trata trapaças como brincadeiras e prendeu quatro cheaters que lucravam vendendo sripts no MOBA da Valve.

Leia mais:


De acordo com anúncio feito pela Perfect World - distribuidora do game na China - e da polícia chinesa no Weibo, os quatro acusados criavam comandos para venda e lucraram mais de ¥ 1 milhão (aproximadamente R$ 570 mil) com as transações.

Segundo divulgado pela polícia, os responsáveis comunicaram o ocorrido à Valve, com o objetivo de registrar o problema no sistema Anti-Cheat (VAC). Futuros usuários dos códigos vendidos pelos hackers apreendidos terão as contas banidas.

Vale lembrar que a China não é o único país levando infrações nos games a sério. Na Austrália um caso parecido aconteceu em agosto deste ano, quando seis possíveis envolvidos com matchfixing foram presos.

Por mais que não sofra tanto com hackers, League of Legends conta com diversas coisas parecidas com as vistas em Dota 2, entre essas os personagens. Veja no vídeo acima os mais semelhantes entre os MOBAs.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
Dota
Mais notícias
Mais de 25% do público de esports não joga, aponta Newzoo
Mercado

Mais de 25% do público de esports não joga, aponta Newzoo

A pesquisa foi feita com jogadores e espectadores de LoL, CS:GO, Dota e mais
Beatriz Coutinho
WESG LATAM terá final presencial no Rio de Janeiro
CS:GO

WESG LATAM terá final presencial no Rio de Janeiro

Campeonato acontecerá em fevereiro, na Cidade das Artes
Matheus Oliveira
Invictus Gaming é campeã do DOTA Summit 11 Minor
Dota

Invictus Gaming é campeã do DOTA Summit 11 Minor

Equipe ganhou uma vaga para o MDL Chengdu Major
Jairo Junior