Esports

Desafio 10x10 reúne Camilota, Playhard e mais no combate à fome durante pandemia

Briny, Tom Toledo, Gelli Clash e outros influenciadores também participarão do projeto
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho

Foto: Desafio 10x10/Reprodução
Foto: Desafio 10x10/Reprodução

Com a participação de Camila ''CamilotaXP'' Silveira, Bruno "Playhard" Oliveira, Briny de Laet, Eliakim "Zeva" Coelho, Tom Toledo, Shariin, Vinizx, ΛƬΣПΛ, Netenho1 e Gelli Clash, o Desafio 10x10 é um projeto de gincana virtual que tem como objetivo arrecadar fundos para alimentar 10 milhões de famílias que estão passando por dificuldade durante a pandemia do coronavírus.

Leia mais:

Lançado oficialmente em 22 de junho e com duração de um mês, o projeto é idealizado pelo urbanista e especialista em jogos cooperativos Edgard Gouveia Júnior. "Artistas, esportistas e outras celebridades participarão da gincana mobilizando suas respectivas bases de fãs na gincana de arrecadação. Será uma grande mobilização em favor do Brasil, usando o que os brasileiros têm de melhor, ou seja, sua criatividade e capacidade de entrega em favor do próximo. Vamos engajar a sociedade em uma coopetição, que é uma mistura de cooperação e competição, entre as diferentes comunidades virtuais de fãs e torcedores das celebridades envolvidas, mas também vamos trazer funcionários, suas famílias e amigos das empresas e organizações que estão aderindo ao Desafio, além das pessoas em geral. É a nação inteira mostrando que brasileiro cuida de brasileiro", explicou Edgard.

Os recursos arrecadados pela gincana serão convertidos em cestas básicas digitais, que serão distribuídas durante três meses às famílias cadastradas pela iniciativa. O dinheiro possibilitará a compra de produtos alimentícios e de limpeza. "Os fundos serão geridos pela Doare, plataforma especializada em arrecadação de doações online, e distribuídos às famílias beneficiadas pelas reconhecidas ONGs Gerando Falcões, CUFA (Central Única das Favelas) e ChildFund. Juntas, as três organizações têm presença nacional direta, ou por meio de parceiros, chegando até a comunidades de baixa renda, incluindo quilombolas, indígenas e ribeirinhos".

No site da gincana, é possível ver o trabalho dos influenciadores gamers envolvidos, além de apoiadores de outras áreas. "O desafio é simples: contribua para a arrecadação e traga pelo menos 10 novas pessoas de suas respectivas redes. O resultado da arrecadação será exibido em tempo real na plataforma, aumentando o sentimento de coopetição", explica a plataforma. Até o momento, mas de R$ 62 mil foram arrecadados.

Quer conhecer outro projeto bacana que envolve esports? Em 2019, o AfroGames inaugurou um Centro de Esports dentro da favela do Vigário Geral no Rio de Janeiro. Ficou interessado? No vídeo abaixo você confere a visita do Versus ao Centro de Esports do AfroGames:

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
EsportsComunidade
Mais notícias
Projeto de lei sul-coreano pode adiar serviço militar obrigatório para pro players
Esports

Projeto de lei sul-coreano pode adiar serviço militar obrigatório para pro players

Faker e outros pro players podem ser beneficiados por esta medida
Beatriz Coutinho
Renan Bolsonaro conversa com secretário da Cultura sobre "e-games"
Esports

Renan Bolsonaro conversa com secretário da Cultura sobre "e-games"

Reunião não estava prevista na agenda oficial de Mario Frias
Beatriz Coutinho
Havan Liberty anuncia novo gaming office em São Paulo
CS:GO

Havan Liberty anuncia novo gaming office em São Paulo

O local terá mais de 2300 metros quadrados e comportará tanto jogadores quanto staff
Jairo Junior