Esports

Das quadras às telas: 10 grandes nomes dos esportes tradicionais que têm equipes de eSports

Quem disse que é "só um joguinho"?
@biaacoutinhoo
Escrito por
Beatriz Coutinho
© Reprodução
© Reprodução

Engana-se quem pensou um dia que esportes tradicionais e eletrônicos jamais andariam lado a lado. Com o sucesso dos eSports, mais organizações e personalidades de esportes tradicionais começaram a investir além das quadras e foram atrás de talentos que não usam bolas ou força física, mas sim telas, mouses e muito esforço mental.

Pensando nisso, o Versus te apresenta 10 grandes nomes dos esportes tradicionais que agora também têm um pezinho (ou pezão!) nos eSports:

Leia mais:

Flamengo

© Reprodução
© Reprodução

Em julho de 2017, as comunidades de esportes e eSports foram à loucura quando o vice-presidente de marketing do Flamengo, Daniel Orlean, afirmou que o time investiria em um time de League of Legends.

E assim como uma habilidade do LoL ou um goleiro muito bom, a organização foi rápida: em menos de quatro meses, Gabriel "MiT" Souza já foi nomeado como o técnico que cuidaria da equipe rubro-negra.

Atualmente, já com line-up completa, o time disputa o Circuito Desafiante para tentar chegar ao Campeonato Brasileiro de League of Legends.

Corinthians

© Reprodução
© Reprodução

Em novembro de 2017, o Corinthians não deixou por menos e anunciou uma parceria com a Red Canids, organização que possui times de League of Legends e Rainbow Six Siege.

Até mesmo os uniformes da equipe de LoL são exatamente os mesmos que foram utilizados pelo clube paulista nos campeonatos de futebol, fornecidos pela Nike e com o logo da raposa vermelha da Red bem ao centro.

Goiás

© Reprodução
© Reprodução

Maio de 2017 foi um mês surpreendente para o Goiás Esporte Clube e o jogador Lucas "LucasRep98" Gonçalves, profissional de FIFA. Após vencer diversos torneios presenciais sem contar com um patrocinador, o pro player passou a representar o time goiano.

O jogador disputou o mundial de jogo de futebol da EA em 2017 e consagrou-se o quinto melhor jogador do mundo de FIFA no PlayStation 4.

Kroenke Sports & Entertainment

© Reprodução
© Reprodução

A Kroenke é a dona de diversos times de esportes tradicionais, como futebol americano e hóquei no gelo. Além disso, também comanda o Arsenal, famoso clube de futebol inglês.

Mas não é só nos campos e quadras que a empresa atua! A Kroenke também é a dona da Los Angeles Gladiators, equipe que participa da Liga Overwatch.

Kraft Group

© Reprodução
© Reprodução

A Kraft gerencia diversas empresas e é a dona do New England Patriots, tradicional equipe de futebol americano - que inclusive é vice-campeã do Super Bowl, um dos maiores torneios do esporte.

A companhia resolveu investir nos eSports ao criar a Boston Uprising, time que participa da Liga Overwatch.

Jeff Will

© Reprodução
© Reprodução

Jeff Will é o atual diretor de operações do New York Mets, um dos mais tradicionais times de baseball dos Estados Unidos.

Além disso, também é o dono da equipe New York Excelsior, equipe vice-campeã da 1ª fase da Liga Overwatch, torneio organizado pela Blizzard.

Fenerbahçe 1907

© Reprodução
© Reprodução

O 1907 Fenerbahçe é um dos maiores clubes do Campeonato Turco de Futebol, e em 2016, o clube montou uma equipe de League of Legends que leva o mesmo nome do time tradicional.

No LoL, as equipes turcas sempre são grandes adversárias para o Brasil, e no Mundial de 2017, não deu verde e amarelo. Nos playoffs da fase de grupos, a representante brasileira Team One foi derrotada justamente pelos jogadores da Fenerbahçe.

Paris Saint Germain

© Reprodução
© Reprodução

O clássico time francês tem várias ligações com os eSports. No futebol, o PSG conta com o brasileiro Neymar, e nos campos virtuais de FIFA, com Rafael "Rafifa13" Fortes, que já representou o Brasil no mundial de FIFA em 2017.

Além disso, a organização também possui uma ótima equipe profissional de Rocket League, vencedora da última DreamHack Open Leipzig, em janeiro de 2018.

Em 2016, a organização criou um time de League of Legends, mas praticamente um ano depois, a equipe foi desfeita, após não apresentar bons resultados.

Ronaldo Fenômeno

© Reprodução
© Reprodução

Ronaldo "Fenômeno" Nazário já foi eleito três vezes pela FIFA como o melhor jogador de futebol do mundo. Em 2017, já fora dos campos e aposentado, Fenômeno entrou em sociedade com Akkari e os donos da CNB, um dos times de League of Legends mais tradicionais do Brasil.

Também em 2017, o ex-jogador entregou as medalhas de ouro do MSI de LoL aos vencedores do torneio, os pro players da SK Telecom T1, equipe tricampeã mundial de LoL.

Magic Johnson

© Reprodução
© Reprodução

Medalhista de ouro e eleito o jogador mais valioso de diversas temporadas da liga norte-americana de basquete, Magic Johnson faz parte do grupo de investidores que compraram parte da Team Liquid, organização de eSports que tem times de Counter-Strike: Global Offensive, League of Legends, Dota 2, Hearthstone, PlayerUnknown's Battlegrounds e diversos outros games.

Em 2017, quando a Team Liquid tornou-se campeã mundial de Dota 2 ao vencer o The International 7, o ex-jogador comemorou o título junto com time.

Bia Coutinho é redatora no Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
EsportsMercado
Mais notícias
Nyvi Estephan se torna embaixadora do Esports Awards na América Latina
Esports

Nyvi Estephan se torna embaixadora do Esports Awards na América Latina

Apresentadora concorreu ao prêmio em 2019
Beatriz Coutinho
Live beneficente com Gaules, Nyvi, Wendell Lira e mais acontece neste sábado (23)
Esports

Live beneficente com Gaules, Nyvi, Wendell Lira e mais acontece neste sábado (23)

Transmissão reunirá celebridades da Rede Globo e reverterá fundos para a Casa do Zezinho
Helena Nogueira
Gaules, Nobru e mais participarão de ação do Greenpeace para preservar a Amazônia
Esports

Gaules, Nobru e mais participarão de ação do Greenpeace para preservar a Amazônia

Fallen, Baiano, The Darkness e Takeshi também fazem parte do projeto
Beatriz Coutinho