CS:GO

CS:GO: "Vamos em busca do top 1", diz Kscerato da Furia

Kscerato e ableJ comentam sobre a ótima fase da FURIA
@foxer_jj
Jairo Junior
escreve para o Versus.
Foto: HLTV/Reprodução
Foto: HLTV/Reprodução

A FURIA tornou-se a quinta melhor equipe de Counter-Strike: Global Offensive do mundo, segundo a HLTV. Os brasileiros colecionaram bons resultados nos últimos meses e conseguiram uma ascensão meteórica no cenário internacional. Em entrevista exclusiva ao Versus, Kaike "kscerato" Cerato e Rinaldo "ableJ" Moda falaram sobre a grande evolução da line-up em tão pouco tempo.

Leia mais:


Dentro de jogo, o time se mostra cada vez mais maduro e preparado para enfrentar times mais fortes - não é à toa que venceu adversários que há pouco tempo pareciam ser impossíveis de superar, como a própria equipe da Astralis.

Kscerato explica que as boas atuações se devem a dois principais fatores: "Após o major, analisamos nossos jogos para identificar nossos erros e pegamos algumas coisas dos outros times. Depois disso, adaptamos tudo ao nosso estilo de jogar e cá estamos".

Já Able reconhece a boa fase dentro de jogo, mas deu destaque a outro aspecto: "Acredito que evoluímos in game sim, mas a evolução mais impactante foi no nosso comportamento para lidar com pressão e experiência. O time é muito faminto por querer melhorar, isso graças ao guerri [técnico Nicholas "guerri" Nogueira] e o art [capitão Andrei "arT" Piovezan], e o resultado são pequenas evoluções que durante o jogo pode ser uma vantagem para nós".

Além de toda a comunidade, o reconhecimento da FURIA também parte dos próprios pro players. AbleJ revela que conheceu alguns ídolos durante as competições e a recepção não poderia ser melhor:

"Cheguei a conhecer o GeT_RiGhT [Christopher "GeT_RiGhT" Alesund, jogador da Ninjas in Pyjamas], o Calyx [Buğra "Calyx" Arkın], toda a Isurus Gaming e os rapazes da MIBR. Todos de alguma forma elogiaram nosso time e nos ajudaram com dicas, especialmente o FalleN [Gabriel "FalleN" Toledo], e o GeT_RiGhT, que disseram que temos um estilo de jogo muito diferente e que isso nos favorece contra os times europeus".

A vitória contra a Astralis - considerada uma das melhores equipes da história do game -, foi um dos ápices da caminhada dos jovens brasileiros até aqui. Quando questionado sobre o assunto, AbleJ se empolgou: "Durante a comemoração após as partidas, parecia até que tínhamos vencido um Major. Foi incrível e também uma honra ter jogado contra um time que serve de modelo em vários aspectos".

Além de uma boa atuação, aconteceram até mesmo algumas kills de faca dos brasileiros em cima dos dinamarqueses da Astralis. Sobre isso, Kscerato disse em tom de brincadeira: "Foi maneiro. A gente se diverte com essas paradas [risadas]".

Foto: ECS/Reprodução
Foto: ECS/Reprodução

No final das contas, nem mesmo as boas campanhas e exibições resultaram no título. Assim como aconteceu na DreamHack Open Rio, a FURIA também bateu na trave na ECS Season 7 e perdeu a decisão para a Team Vitality.

Kscerato admitiu que faltou "experiência" para a equipe, já que era a primeira grande final de um campeonato tier 1 disputada pelo elenco. Ablej concordou e ainda enfatizou: "Também acho que faltou um preparo melhor da nossa parte. Senti o time um pouco nervoso e, por isso, nossa comunicação, rotações e calls não foram tão boas como nos dias anteriores. Além disso, também fomos lidos diversas vezes no game pela Vitality. Mérito deles."

A FURIA teve um período avassalador como a grande surpresa da cena mundial. No entanto, como uma equipe top 5 global, as coisas podem mudar um pouco.

"Agora que entramos no top 5 será cada vez mais difícil de manter o nível e temos total consciência disso", afirma ableJ. "Por isso, vamos continuar trabalhando cada vez mais, pois qualquer relaxo pode ser muito prejudicial ao time e não queremos isso de maneira nenhuma".

De acordo com as palavras do seu companheiro, Kscerato completou: "É isso, manteremos o foco e nunca nos acomodaremos com resultados passados. Vamos em busca do top 1".

O próximo compromisso dos furiosos será nesta quarta-feira (12), quando a equipe inicia sua caminhada na etapa norte-americana do Minor das Americas. Cada jogo será importantíssimo, pois este é penúltimo passo rumo ao StarLadder Berlin Major 2019. A estreia dos brasileiros será às 13h10, frente a Peeker's Advantage. Luminosity Gaming e Team One são as outras brasileiras na competição.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Jairo "Foxer" Junior é redator do
Versus. Siga-o no Twitter em @Foxer_JJ.

Tags Relacionadas
CS:GOECSFuriaAstralis
Mais notícias
Guia DreamHack Open Atlanta 2019 de CS:GO: Times, transmissão, agenda e mais
CS:GO

Guia DreamHack Open Atlanta 2019 de CS:GO: Times, transmissão, agenda e mais

Saiba quando a INTZ joga
Jairo Junior
CS:GO: BLAST Pro Series Global Final 2019 tem calendário revelado
CS:GO

CS:GO: BLAST Pro Series Global Final 2019 tem calendário revelado

O campeonato terá a FaZe Clan de coldzera, Team Liquid, Astralis e Ninjas in Pyjamas
Jairo Junior
CS:GO: Latto e Nython xingam oponentes de "macacas", "fracassado", e são advertidos
CS:GO

CS:GO: Latto e Nython xingam oponentes de "macacas", "fracassado", e são advertidos

Jogadores seguem jogando pela equipe normalmente
Jairo Junior