CS:GO

CS:GO: "O psicólogo me mudou muito", diz Lucas1 sobre comportamento

Jogador emprestado da Luminosity reflete sobre o impacto do tratamento psicológico
@luccabucks
Matheus de Lucca
escreve para o Versus.
O jogador está com a MIBR desde o final de junho | Foto: HLTV/Reprodução
O jogador está com a MIBR desde o final de junho | Foto: HLTV/Reprodução

A MIBR contratou um psicólogo para acompanhar a equipe de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), que vem apresentando um comportamento diferente desde então, a começar pela BLAST Pro Series Los Angeles e pelo recém finalizado IEM Chicago 2019, no qual o time brasileiro chegou aos playoffs e perdeu para a ENCE. Em entrevista ao Versus, Lucas "LUCAS1" Teles, jogador recentemente emprestado à equipe pela Luminosity Gaming, refletiu sobre o impacto do tratamento psicológico na maneira como ele se porta dentro e fora do jogo: "Me mudou muito".

Leia mais:


LUCAS1 já está mais acostumado a ter acompanhamento psicológico em relação a seus novos companheiros de equipe da MIBR. "Desde que eu estava na Immortals e perdi a final do Major passei a ter sessões com o psicólogo para mudar minha cabeça, meu mindset". O jogador esteve com a organização norte-americana entre 2016 e o final de 2017.

Mas o que LUCAS1 procurou mudar não era seu comportamento dentro de jogo, mas sim fora dele. "Eu saía demais, bebia muito, e isso me prejudicava. Tratei esta questão com o psicólogo... me mudou muito".

O contrato de empréstimo de LUCAS1 tem duração de três meses | Foto: HLTV/Reprodução
O contrato de empréstimo de LUCAS1 tem duração de três meses | Foto: HLTV/Reprodução

LUCAS1 acredita que a chegada do psicólogo à MIBR é um ponto crucial para a equipe. "Nós jogadores precisamos ter um canal de conversa que não seja só entre nós. Ter alguém que entende você e com quem você pode falar o que quiser é importante. Os meninos não tinham essa oportunidade e isto vai ajudar muito em nosso mindset".

Quanto ao alto astral que a MIBR tem demonstrado desde a BLAST Pro Series Los Angeles e questionado se este bom humor tem relação com a chegada do jogador, LUCAS1 diz que sempre foi entusiasmado com o jogo e que seus companheiros de equipe podem se empolgar com isto. "Sempre joguei com emoção. Amo o que faço. Todo round que ganho, tudo o que conquisto, comemoro bastante".

A MIBR terminou a IEM Chicago 2019 na 3/4ª posição e leva para casa US$ 25 mil (R$ 93 mil). No vídeo acima você confere a análise do Versus sobre o impacto do substituto de João "felps" Vasconcellos no time brasileiro.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Barbara Gutierrez é editora chefe e Matheus de Lucca é editor assistente do Versus. Siga-os no Twitter em @bahgutierrez e @luccabucks.

Tags Relacionadas
CS:GOMIBR
Mais notícias
"Está em pauta", diz Gerente de Marketing da Intel sobre IEM no Brasil
CS:GO

"Está em pauta", diz Gerente de Marketing da Intel sobre IEM no Brasil

Campeonato de nível mundial pode pintar no Brasil assim como a Intel Challenge feminina
Matheus Oliveira
CS:GO: Valve adiciona indicadores em Vertigo para ajudar a atirar smokes
CS:GO

CS:GO: Valve adiciona indicadores em Vertigo para ajudar a atirar smokes

O ponto vermelho no mapa indica o tesouro... Ou melhor, a smoke
Jairo Junior
CS:GO: Sheviii2k será dono e jogador de nova equipe chamada 2k Team
CS:GO

CS:GO: Sheviii2k será dono e jogador de nova equipe chamada 2k Team

O jogador e produtor de conteúdo falou mais sobre sua nova empreitada ao Versus
Matheus Oliveira