CS:GO

CS:GO: "O fnx é um cara que vai sempre representar a MIBR", diz FalleN

Jogador comentou sobre momento da equipe, entrada de fnx e mais
@foxer_jj
Jairo Junior
escreve para o Versus.
Foto: MIBR/Reprodução
Foto: MIBR/Reprodução

Desde que fez a troca de três peças em sua escalação, as novidades na MIBR são constantes. Em poucos meses, a torcida recebeu os novos integrantes da line-up, viu a Nuke ser jogada após anos e também conheceu o novo uniforme verde e amarelo, apresentado durante o IEM Katowice Major. Porém, foi nesta quinta-feira (21) que uma das notícias mais esperadas pelos fãs da organização foi oficializada: a entrada de Lincoln "fnx" Lau no clube.

Leia mais:


Sua função não é bem o que todos gostariam. Conforme adiantou o Versus com exclusividade, o rei do clutch será embaixador da marca. Sobre isso, apesar de não ter o ex-companheiro ao seu lado como estava acostumado, Gabriel "FalleN" Toledo disse em entrevista ao Versus:

"Na minha opinião o fenix é um cara que vai sempre representar a MIBR, até pela história que ele tem desde a época do Counter-Strike 1.6.Ele já fez muito pela equipe e por todas as outras que nós jogamos juntos. Todos aqui gostam muito do fnx e acho que será algo muito bacana ter ele perto de nós e dos fãs. Tanto por ele merecer, quanto por eu saber que ele vai apresentar muita coisa bacana".

Antes da nova contratação acontecer, a recente line-up da MIBR de Counter-Strike: Global Offensive já fez seus primeiros bootcamps e também disputou duas grandes competições no ano de 2019. Com isso, tanto os fãs quanto os jogadores brasileiros já tiveram uma boa ideia de como será o início de temporada da equipe.

FalleN relembrou os últimos desafios do clube e resumiu as exibições do time: "Nós conseguimos uma campanha satisfatória no Major, pois chegar no top 4 já é algo bom. Já na China foi aquele típico campeonato perigoso", brincou ele, "porque todo mundo esperava que nós fôssemos ganhar de qualquer jeito".

"Nosso tropeço aconteceu com a Windigo e, querendo ou não, foi o time campeão. Mas entendo que pelo tamanho das equipes e das histórias, nós realmente éramos favoritos. Mas CS é assim: favoritismo não ganha jogo e nós deixamos a desejar na Dust 2 e na Overpass. Agora, só nos restam as lições que ficaram para serem aprendidas. E posso garantir que muitas delas foram."

Apesar do recente tropeço que trouxe diversas críticas por parte da torcida, o capitão da MIBR revela que o clima no grupo continua leve: "Nós todos estamos muito felizes de estarmos jogando uns com os outros. O fato de nós já termos uma história vitoriosa juntos também nos anima bastante. Porém, no momento ainda é preciso juntarmos as dicas do zews com muito trabalho duro para conseguirmos voltar à forma de antes".

O sniper também relembrou a época em que a dupla norte-americana Jake "stewie2k" Yip e Tarik "tarik" Celik fazia parte da escalação ativa e comentou que "todos falarem o mesmo idioma ajuda muito, pois no passado a equipe achava que isso não faria tanta diferença até ficar claro que não era tão fácil quanto parecia".

Em outro momento, FalleN tornou a falar do treinador da Made in Brazil e não poupou elogios: "O zews é um cara muito tranquilo fora de jogo e consegue resolver muitos problemas nessa área. Ele também é muito dedicado ao game e consegue buscar soluções rápidas e muito boas com táticas, granadas... além de ser muito inteligente, o que o torna capaz de sempre trazer um olhar mais técnico e ajudar muito nos pauses. Ele é um cara que realmente soma muito ao time".

Foto: MIBR/Reprodução
Foto: MIBR/Reprodução

Por falar no coach, o Verdadeiro conta que foi "desde que ele chegou que a MIBR inclui Nuke nos treinamentos". Além disso, o pro player também deixa clara a sua opinião sobre o futuro do mapa no time:

"Nós temos que jogar o mapa mais vezes, inclusive em torneios importantes, para ganhar essa vivência. Até porque, treino é treino e o que importa é na hora do 'vamos ver'. De qualquer forma, no final isso será mais um aprendizado para nós. Então, a Nuke tem sim que começar a fazer parte do nosso time."

A entrevista de FalleN foi realizada no media day da BLAST Pro Series São Paulo. A competição internacional começa nesta sexta-feira (22), em solo brasileiro, mas ainda fechada para os fãs. A estreia dos brazucas será contra a ENCE, às 19h.

Fique ligado no Versus para acompanhar nossa cobertura in loco e também no nosso guia, para ficar por dentro das informações mais importantes do evento.



Barbara Gutierrez é editora-chefe e Jairo "Foxer" Junior é redator do Versus. Siga-os no Twitter em @bahgutierrez e @Foxer_JJ.

Mais notícias
CS:GO: Caike irá jogar nos EUA pela equipe New England Whalers
CS:GO

CS:GO: Caike irá jogar nos EUA pela equipe New England Whalers

Jogador teve passagem por G3X, Team One, Virtue e outras grandes organizações
Jairo Junior
CS:GO: Com apenas 17 anos, Lucaozy é o novo jogador da DETONA Gaming
CS:GO

CS:GO: Com apenas 17 anos, Lucaozy é o novo jogador da DETONA Gaming

Jogador ocupará a vaga de Hardzao
Jairo Junior
CS:GO: INTZ perde para Lazarus e é eliminada do pré-Relegation da ESL Pro League
CS:GO

CS:GO: INTZ perde para Lazarus e é eliminada do pré-Relegation da ESL Pro League

Os brasileiros ainda terão mais uma chance no Relegation
Jairo Junior