CS:GO

CS:GO: FURIA chega ao Major com a missão de fazer o impossível acontecer

Equipe brasileira estreia nesta quarta-feira (13)
@foxer_jj
Jairo Junior
escreve para o Versus.
Foto: ESL/Reprodução
Foto: ESL/Reprodução

A FURIA está prestes a se deparar com a missão mais difícil de toda a sua existência no esporte eletrônico: se classificar para a segunda etapa do IEM Katowice Major 2019. Dúvida na época do Minor das Américas, aos poucos a equipe brasileira torna o que parecia impossível em uma possibilidade.

Leia mais:


Inexperiência pesa e adversários apostam baixo

Para definir os confrontos deste Major, a ESL pediu que cada equipe participante classificasse seus adversários em ordem crescente, de acordo com o seu nível de habilidade. No final da votação, dentre os 16 times da etapa dos Novos Desafiantes, a FURIA ficou na 13º colocação. Algo completamente esperado, principalmente quando tratamos de uma line-up que ainda engatinha no cenário mundial.

Veja a lista abaixo:

1º: Fnatic

2º: NRG

3º: Cloud9

4º: NiP

5º: ENCE

6º: Vitality

7º: G2

8º: Avangar

9º: Renegades

10º: Vega Squadron

11º: TyLoo

12º: Team Spirit

13º: FURIA

14º: Grayhound

15º: Winstrike

16º: Vici Gaming

De fato, os FURIOSOS estão longe de ser os favoritos no campeonato. Todos os jogadores do time ainda carecem de experiência internacional, especialmente em um Major. Na verdade, é provável que este seja o principal fator que pode adiar o sonho dos jovens talentos do Brasil.

Se analisarmos friamente tudo o que a FURIA apresentou até aqui, seu nível ainda parece bem longe de adversários como NRG e NiP - que são os favoritos para conseguir um 3/0. É claro, eles tiveram mais tempo para treinar desde o Minor, mas é difícil acreditar que eles tenham crescido muito mais em tão pouco tempo. Vale lembrar que todos os seus oponentes também se doaram ao máximo neste mesmo período.

Foto: ESL/Reprodução
Foto: ESL/Reprodução

As armas da FURIA

Apesar de toda a dificuldade e de ser considerada por todos uma underdog, seria completamente injusto dizer que a FURIA não tem chances de classificação. Para contrariar todas as previsões, o time precisa usar sua principal arma no torneio: o fator surpresa.

Assim como já aconteceu com a equipe de Gabriel "FalleN" Toledo, a FURIA tem um grande talento escondido. Os gigantes do Major podem ter assistido a uma ou duas demos dos brasileiros, porém, não lhes deram tanta atenção como para outros adversários considerados mais perigosos. O próprio material para isso é escasso, considerando as raras aparições de Kaike "kscerato" Cerato e companhia na cena internacional.

Se aproveitar deste fator e surpreender os maiores com jogadas mais agressivas pode ser um caminho interessante para a FURIA abrir vantagem nas partidas e ter mais tranquilidade para o resto do jogo.

Outro ponto interessante é o momento da equipe. Mesmo colocada no 13º lugar do ranking de habilidades, não há dúvidas de que o time está em um momento melhor do que outros que estão acima. Um bom exemplo disso é o TyLoo, que não vem empolgando com suas exibições.

Também é válido dizer que, apesar de não ter nenhum mapa excepcional, o map pool dos brasileiros é bem trabalhado e eles conseguem se virar em uma boa quantidade de cenários. Já outros times como a G2, que ocupa a 7º colocação, mostrou estratégias pobres e uma grande dependência da sua estrela, Kenny "kennyS" Schrub.

Estreia difícil

A estreia da FURIA no Major será contra a Ninjas in Pyjamas, às 13h desta quarta-feira (13). Possivelmente, este será o seu jogo mais difícil na competição. A NiP vem se reerguendo aos poucos, assim como o ex-melhor do mundo Christopher "GeT_RiGhT" Alesund também se reencontrou no game e está mostrando um nível bem alto.

O fator surpresa citado anteriormente também não será tão útil neste confronto específico. Afinal de contas, os Ninjas já tinham certeza que iriam enfrentá-los, então é provável que eles tenham estudado a FURIA muito mais do que os outros.

Além de tudo, o nervosismo de estrear em um Major pode ser fatal aos jogadores da FURIA. O treinador Nicholas "guerri" Nogueira já afirmou em diferentes ocasiões que o trabalho psicológico feito em torno da sua line-up é constante. Ainda assim, se até mesmo os mais experientes sentem um frio na barriga no primeiro jogo de um Major, é difícil eliminar este sentimento dos mais jovens.

GeT_RiGhT é a principal ameaça da FURIA em sua estreia. Foto: NiP/Reprodução
GeT_RiGhT é a principal ameaça da FURIA em sua estreia. Foto: NiP/Reprodução

Afinal, a FURIA passa de fase?

É impossível apontar se a FURIA irá ultrapassar mais uma etapa em sua caminhada. Olhando para os participantes e seu nível de jogo, o mais provável é que o único representante brasileiro na fase dos novos campeões seja a MIBR. Ainda assim, os Majors são conhecidos por nos surpreender quanto a equipes classificadas e eliminadas.

Olhando para a lista de habilidade feita pelas próprias equipes, consigo concordar com as oito primeiras posições, com exceção da G2. Sendo assim, acredito que os favoritos a conseguir as primeiras vagas são: NRG, NiP, ENCE, Fnatic, Vitality, Cloud9 e Avangar.

No caso da última vaga, todo o restante tem chances muito parecidas de conseguir, inclusive a FURIA. Apesar das chances baixas, diversos brasileiros já mostraram que o impossível não existe no esport, principalmente no CS:GO. Logo, esta é mais uma boa chance para vermos compatriotas fazendo história no competitivo do game.

O primeiro Major do ano

O IEM Katowice Major 2019 acontece entre os dias 13 de fevereiro e 3 de março. Sua etapa inicial acontece entre os dias 13 e 17. Além da FURIA, outros 15 participantes irão lutar pelas oito vagas na próxima fase da competição.

Para saber ainda mais sobre o campeonato, visite o guia feito pelo Versus. Por lá, você encontra todas desde as line-ups de cada equipe, assim como os horários e links de transmissão.



Jairo "Foxer" Junior é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @Foxer_JJ.

Mais notícias
CS:GO: Caike irá jogar nos EUA pela equipe New England Whalers
CS:GO

CS:GO: Caike irá jogar nos EUA pela equipe New England Whalers

Jogador teve passagem por G3X, Team One, Virtue e outras grandes organizações
Jairo Junior
CS:GO: Com apenas 17 anos, Lucaozy é o novo jogador da DETONA Gaming
CS:GO

CS:GO: Com apenas 17 anos, Lucaozy é o novo jogador da DETONA Gaming

Jogador ocupará a vaga de Hardzao
Jairo Junior
CS:GO: INTZ perde para Lazarus e é eliminada do pré-Relegation da ESL Pro League
CS:GO

CS:GO: INTZ perde para Lazarus e é eliminada do pré-Relegation da ESL Pro League

Os brasileiros ainda terão mais uma chance no Relegation
Jairo Junior