CS:GO

CS:GO: ESL Pro League será totalmente presencial em 2019 e terá novo formato

Mudanças foram feitas junto a WESA para evitar superlotação do calendário
@foxer_jj
Jairo Junior
escreve para o Versus.
Foto: ESL/Reprodução
Foto: ESL/Reprodução

Uma nova ESL Pro League de Counter-Strike: Global Offensive nascerá em 2019. Segundo a própria empresa organizadora, algumas grandes mudanças serão feitas, principalmente nas Ligas da América do Norte, LATAM e da Europa. As alterações que mais chamaram atenção foram o novo formato no calendário e as disputas offline.

Leia mais:

A partir da nona temporada, que começa no dia 12 de abril, o calendário será totalmente novo e menos extenso. A decisão foi tomada junto a World Esports Associations (WESA), para evitar a superlotação de partidas no calendário dos jogadores profissionais, que sempre se encontra extremamente apertado.


No caso do continente americano, a primeira etapa do novo formato irá dividir as equipes em quatro grupos. Três deles serão compostos por times da América do Norte e um da América do Sul. Os vencedores estarão automaticamente classificados para as finais mundiais, enquanto os 2º e 3º lugar avançam para uma espécie de repescagem, que oferece apenas duas vagas para as finais.


Outra grande novidade são os confrontos presenciais desde a primeira etapa. Desta forma, as partidas online não são mais parte do campeonato. Ao mesmo tempo, ficou a dúvida de como as equipes sul-americanas irão preencher seu único grupo da ESL Pro League. Quanto a isso, Leo de Biase, CEO da ESL Brasil, explica:

“Em suas duas últimas edições, a região da América Latina, teve seus representantes definidos através da La League, liga organizada pela ESL Brasil e operada pela holding de entretenimento BBL, Bad Boy Leeroy. A liga, que teve como campeã a equipe da Sharks Esports, deverá novamente definir os próximos vencedores que poderão participar deste evento de altíssimo nível internacional em 2019. Ficamos muito felizes com os resultados da competição e da participação de nossos campeões nos palcos mundiais”, comenta Leo De Biase, CEO da ESL Brasil e Founder & Partner da BBL.


As demais regiões que fazem parte do circuito da Pro League também sofreram mudanças semelhantes. De todas elas, apenas a Ásia/Pacífico continua com jogos online.



Jairo "Foxer" Junior é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @Foxer_JJ.

Tags Relacionadas
CS:GOFPS
Mais notícias
CS:GO: Detona anuncia gaming house e centro de treinamento para seus jogadores
CS:GO

CS:GO: Detona anuncia gaming house e centro de treinamento para seus jogadores

A estrutura é uma parte importantíssima para os jogadores se concentrarem para o Clutch Circuit
Matheus Oliveira
CS:GO: Shz é o novo jogador da INTZ
CS:GO

CS:GO: Shz é o novo jogador da INTZ

Jogador estreia hoje pela primeira semana da ECS Season 8 NA
Matheus Oliveira
CS:GO: Blast Pro Series 2020 terá novo formato e premiação superior a US$ 4 milhões
CS:GO

CS:GO: Blast Pro Series 2020 terá novo formato e premiação superior a US$ 4 milhões

Torneio passará a se chamar BLAST PREMIER
Lucas Hagui