CS:GO

CS:GO: Sharks não jogará a ESL Pro League Season 11 por conta do coronavírus

Staff temeu pela situação dos jogadores que podiam ficar "presos" à Portugal já que mais fronteiras podem ser bloqueadas a qualquer momento
@Foxer_JJ
Escrito por
Jairo Junior

Foto: HLTV/Reprodução
Foto: HLTV/Reprodução

A Sharks não participará da ESL Pro League Season 11 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Em nota emitida nesta sexta-feira (13), a organização comunicou sua retirada da competição por conta da pandemia de coronavírus que acontece no mundo.

Leia mais:

O próprio evento já vinha passando por algumas mudanças por conta da doença. Uma delas foi cancelar o presencial e tornar toda a primeira etapa online, como nos antigos formatos, a fim de evitar viagens e contágio em jogadores e funcionários.

Mesmo com a medida, a Sharks optou por cancelar a participação afim de garantir a "saúde e segurança dos jogadores". Principalmente pelo fato do time rodar América do Sul, Norte e Europa à todo tempo e diversos países terem bloqueado suas fronteiras.

Respondendo o comentário de um seguidor, os tubarões explicaram melhor a situação: "Estávamos no nosso gaming office, em Portugal. A situação pode piorar na Europa e os jogadores poderiam ficar isolados sem poder voltar para casa com as fronteiras fechadas. Estão voltando imediatamente para suas casas e para a segurança de todos".

A atitude da Sharks foi comunicada aos organizadores da ESL que, segundo o clube, entenderam perfeitamente a decisão. Ainda de acordo com comunicado da Sharks, o time não terá qualquer tipo de punição por conta disso e retorna na 12ª temporada normalmente.

O CEO da Sharks João Duarte também falou mais a respeito do tema: "Lamentavelmente, não vamos poder participar na ESL Pro League 11. Devido à situação dramática que se vive na Europa, com todas as restrições de viagens, os yng Sharks e a ESL concordaram que a melhor opção é os jogadores voltarem para casa. Pedimos desculpa pelos nossos torcedores brasileiros, argentinos, portugueses e de todo o mundo, mas a segurança e saúde dos nossos jogadores, staff e das suas famílias está em primeiro lugar".

A ESL também se pronunciou oficialmente pelo Twitter e confirmou tudo que foi dito pela Sharks. No entanto, eles não anunciaram qual equipe substituirá a line-up brasileiro e argentina.

Como pode-se notar acima, não foi só a Sharks que desistiu da participação. Renegades e Heroic também desistiram de disputar o torneio e foram substituídas por Swole Patrol e BIG, respectivamente.

A ESL Pro League S11 acontece entre 16 de março e 12 de abril. Por lá 24 equipes - entre elas as brasileiras FURIA e BOOM - disputam o título e também a maior parte da premiação total de US$ 750 mil - cerca de R$ 3,5 milhões.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
CS:GOPro League
Mais notícias
Gustagol é o novo sócio do Soberano Team
CS:GO

Gustagol é o novo sócio do Soberano Team

Novidade viabiliza a entrada da organização em outras modalidades além de CS:GO
Matheus de Lucca
CS:GO: Gaules fará último torneio sul-americano com vaga para o Major Rio 2020
CS:GO

CS:GO: Gaules fará último torneio sul-americano com vaga para o Major Rio 2020

Mais detalhes serão revelados em breve
Beatriz Coutinho
CS:GO: BOOM é campeã da Gamers Club Masters V
CS:GO

CS:GO: BOOM é campeã da Gamers Club Masters V

Equipe tropeçou no começo do torneio, mas garantiu o título
Beatriz Coutinho