CS:GO

CS:GO: 1ª rodada do Brasileirão Clutch Circuit é adiada pelas fortes chuvas em SP

Novas datas já foram divulgadas
@Foxer_JJ
Escrito por
Jairo Junior

Foto: BBL/Reprodução
Foto: BBL/Reprodução

A estreia da segunda temporada do Brasileirão do Clutch Circuit de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) foi adiada. O campeonato deveria voltar nesta segunda-feira (10) e agora já possui novas datas divulgadas, ainda para esta semana. Os horários seguem os mesmos.

Leia mais:

O motivo do adiamento são as fortes chuvas que atingiram São Paulo na madrugada de segunda-feira (10). O temporal interditou avenidas, travou linhas de trem e também afetou a parte de ônibus. Diversos pontos da cidade estão alagados.

Segundo comunicado oficial, a 1ª rodada foi transferida para esta quarta-feira (12), enquanto a rodada seguinte será disputada na quinta-feira (13). A transmissão terá início às 17h30 (horário de Brasília). Ainda de acordo com a organização do torneio, na próxima semana as datas voltam a sua programação normal.

O primeiro duelo do Brasileirão será entre RED Canids Kalunga e Vivo Keyd. Na sequência é a vez da Isurus Gaming encarar a Alma Gaming. No dia seguinte a DETONA marca sua volta ao campeonato contra estreante Soberano, enquanto W7M Gaming e Soberano encerram a semana de confrontos.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tags Relacionadas
CS:GORed CanidsKeyd
Mais notícias
CS:GO: Gaules fará último torneio sul-americano com vaga para o Major Rio 2020
CS:GO

CS:GO: Gaules fará último torneio sul-americano com vaga para o Major Rio 2020

Mais detalhes serão revelados em breve
Beatriz Coutinho
CS:GO: BOOM é campeã da Gamers Club Masters V
CS:GO

CS:GO: BOOM é campeã da Gamers Club Masters V

Equipe tropeçou no começo do torneio, mas garantiu o título
Beatriz Coutinho
CS:GO: S1mple é banido da Twitch e faz referência a caso de Dr Disrespect
CS:GO

CS:GO: S1mple é banido da Twitch e faz referência a caso de Dr Disrespect

O pro player não foi notificado do motivo que levou à punição da plataforma
Matheus Oliveira