Esports

Copenhagen, Beşiktaş e mais: Conheça 7 clubes de futebol que estão nos eSports

Dos craques de bola para as feras do teclado!
@lucas.hagui
Escrito por
Lucas Hagui
Foto: Montagem/Lucas Takashi
Foto: Montagem/Lucas Takashi

O futebol é de longe um dos esportes mais amados e populares do mundo e, com o crescimento do cenário de eSports, certamente os times tradicionais embarcariam no competitivo eletrônico. Conheça a seguir sete clubes profissionais de futebol que também estão no cenário de eSports e em quais jogos eles possuem equipes.

Leia mais:

Foto: Reprodução/Beşiktaş
Foto: Reprodução/Beşiktaş

Beşiktaş J.K. (Turquia)

O Beşiktaş possui uma equipe de League of Legends desde 2015. Esse nome é familiar para os fãs de League of Legends que acompanham o Brasil há mais tempo, já que a equipe turca - recém criada na época - foi responsável pela eliminação da INTZ no International Wild Card 2015.

A BSK está nas qualificatórias para a Turkish Champions League (TCL).

Foto: Reprodução/Schalke 04
Foto: Reprodução/Schalke 04

F.C. Schalke 04 (Alemanha)

Desde 2016, a Schalke 04 está presente no cenário de eSports com uma equipe de LoL na Europa. Durante o percurso da equipe, eles passaram pelo Challenger Series e atualmente estão na League Championship Series (LCS) europeia.

Foto: Reprodução/Panathinaikos Esports
Foto: Reprodução/Panathinaikos Esports

Panathinaikos A.O. (Grécia)

O time grego é outro que está há um bom tempo no cenário. Eles iniciaram as operações em eSports no final de 2016, com o início do recrutamento de jogadores.

Atualmente, a equipe conta com pro players em FIFA, Hearthstone e League of Legends.

Foto: Reprodução/North
Foto: Reprodução/North

F.C. Copenhagen (Dinamarca)

Você conhece a Copenhagen? O nome pode não ser muito conhecido, mas a North é uma das organizações de eSports mais conhecidas entre os fãs de Counter-Strike: Global Offensive.

Desde janeiro de 2017, o clube fez parceria com a Nordisk Film para dar início ao projeto de eSports, e por enquanto o clube conta apenas com o time de CS:GO.

Foto: Reprodução/Dynamo Brest
Foto: Reprodução/Dynamo Brest

F.C. Dynamo Brest (Bielorrússia)

Chegando no cenário em 2017, a Dynamo Brest entrou investindo no cenário com três jogos: FIFA, CS:GO e Dota 2. O maior destaque vai para FIFA, com três jogadores habilidosos na line-up.

Foto: Reprodução/Flamengo
Foto: Reprodução/Flamengo

C.R. Flamengo (Brasil)

O popular time brasileiro chegou no cenário em outubro de 2017 e conta apenas com uma equipe de LoL. No entanto, eles investiram em estrelas do cenário nacional e reforços internacionais.

A equipe está disputando a Série de Acesso pela vaga no Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL).

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

E. C. Vitória (Brasil)

No final de 2017, o clube Vitória chegou no cenário investindo em jogadores de FIFA. No entanto, foi em 2018 que eles criaram equipes de CS:GO - feminina e masculina - e também de LoL (por meio de seletiva).

As equipes de futebol pelo redor do mundo estão ficando cada vez mais interessadas no cenário de eSports, melhorando o nível de profissionalismo no ramo. Além de aumentar o investimento e o profissionalismo nas organizações, isso também gera visibilidade e mais aceitação do gênero.

Lucas Takashi é redator do Versus. Siga-o no Twitter em @IugahTK.

Mais notícias
Live beneficente com Gaules, Nyvi, Wendell Lira e mais acontece neste sábado (23)
Esports

Live beneficente com Gaules, Nyvi, Wendell Lira e mais acontece neste sábado (23)

Transmissão reunirá celebridades da Rede Globo e reverterá fundos para a Casa do Zezinho
Helena Nogueira
Gaules, Nobru e mais participarão de ação do Greenpeace para preservar a Amazônia
Esports

Gaules, Nobru e mais participarão de ação do Greenpeace para preservar a Amazônia

Fallen, Baiano, The Darkness e Takeshi também fazem parte do projeto
Beatriz Coutinho
Liga dos Surdos oferece aulas de Libras no SBT e streams durante quarentena
Esports

Liga dos Surdos oferece aulas de Libras no SBT e streams durante quarentena

Confira a programação especial do projeto
Beatriz Coutinho