Comunidade

Conheça as cinco jogadoras mais bem pagas dos esports

Elas fizeram história antes mesmo do que você imagina
@helenavnogueira
Helena Nogueira
escreve para o Versus.
A jogadora Ricki Ortiz é transsexual e o maior nome feminino dos jogos de luta. Foto: Reprodução.
A jogadora Ricki Ortiz é transsexual e o maior nome feminino dos jogos de luta. Foto: Reprodução.

Em tempos de efervescência das discussões de gênero nos eSports, as mulheres pro players ocupam lugares de cada vez maior destaque nas competições internacionais. Mas isso não é de agora. Pensando nisso, oVersus separou uma lista com os cinco maiores nomes femininos em premiações de jogos competitivos, que inspiram jogadoras pelo mundo afora.

Leia mais:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

1. Scarlett

Total em premiações: US$ 201,943,83

Sasha “Scarlett” Hostyn é uma jogadora canadense de 24 anos, conhecida por estar entre os melhores do mundo no cenário competitivo de Starcraft II. Ela está no cenário competitivo desde 2011 e hoje acumula o total de US$ 201.943,83 em premiações.

Mesmo sendo a mulher mais bem paga, Scarlett está na 352ª colocação em relação aos pro players mais bem pagos do mundo.

Ela é transsexual e, sobre sua identidade de gênero, ela afirma que “isso possui relevância” em relação ao seu desempenho e que “sempre tentou não fazer disso um problema”. Atualmente, ela é membro do time alemão Team Expert.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

2. Mystik

Total em premiações: US$ 122,000.00

Antecessora de Scarlett, a americana Katherine “Mystik” Gunn, de 30 anos, liderou a lista de maior valor ganho em premiações por anos a fio.

Ela começou a jogar competitivamente em 2006 e alcançou destaque no cenário de Dead or Alive: 4 e Halo: Reach.

Mystik é também cosplayer e atualmente ela comanda um time de eSports e cosplay chamado Less Than 3.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

3. Ricki Ortiz

Total em premiações: US$ 80,780.18

Ricki Ortiz pode ser considerada a Chun-Li da vida real. Especializada na personagem em Street Fighter, Ortiz é o principal nome feminino dos jogos de luta e hoje compete pelo time Evil Geniuses.

A americana começou no cenário no início dos anos 2000 quando, ainda no ensino médio, seguiu o conselho de uma amiga e foi competir em um grande campeonato no Texas. Desde então, mantém ranques altos nos maiores torneios do mundo.

Representante do movimento LGBT, Ortiz se identifica como mulher desde 2014.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

4. Kasumi Chan

Total em premiações: US$ 55,000.00

Marjorie “Kasumi Chan” Bartell, de Dead or Alive 4, é a pro player americana que fez história com uma carreira curta e de sucesso. Em apenas duas competições, ela faturou o total de US$ 55 mil, sendo US$ 50 mil apenas em 2007 e os primeiros 5 mil no ano anterior, em 2006.

Bartell é mestre em Engenharia de Software e abandonou a carreira competitiva após receber seu maior prêmio. Seu nickname é inspirado na personagem Kasumi, de Dead or Alive 4.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

5. Sarah Lou

Total em premiações: US$ 50,000.00

Para ser milionária nos anos 2000? Fácil, só embarcar no competitivo de Dead or Alive 4.

Outro nome do cenário, a britânica Sarah “Sarah Lou” Harrison sucedeu Kasumi Chan e faturou o prêmio de US$ 50 mil em 2008. Dez anos depois, Sarah Lou mantém sua posição entre as mais premiadas do mundo, sendo a única britânica da lista. Assim como Kasumi, ela abandonou a carreira logo em seguida.



Helena Nogueira é redatora do Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
Comunidade
Mais notícias
Fortnite recebe mundo de The Legend of Zelda feito por fã no modo criativo
Fortnite

Fortnite recebe mundo de The Legend of Zelda feito por fã no modo criativo

Você tem o que é necessário para se tornar o herói do battle royale?
Matheus Oliveira
LoL: Rensga cria apresentação de Power Point para fãs verem jogos no trabalho
League of Legends

LoL: Rensga cria apresentação de Power Point para fãs verem jogos no trabalho

A transmissão do Circuito Desafiante está escondida em uma apresentação sobre meio ambiente
Helena Nogueira
Mapa impossível de Super Mario Maker é recriado no CS:GO
CS:GO

Mapa impossível de Super Mario Maker é recriado no CS:GO

Não se engane, é difícil de passar no CS:GO também!
Lucas Hagui