Comunidade

Conheça as cinco jogadoras mais bem pagas dos esports

Elas fizeram história antes mesmo do que você imagina
@helenavnogueira
Helena Nogueira
escreve para o Versus.
A jogadora Ricki Ortiz é transsexual e o maior nome feminino dos jogos de luta. Foto: Reprodução.
A jogadora Ricki Ortiz é transsexual e o maior nome feminino dos jogos de luta. Foto: Reprodução.

Em tempos de efervescência das discussões de gênero nos eSports, as mulheres pro players ocupam lugares de cada vez maior destaque nas competições internacionais. Mas isso não é de agora. Pensando nisso, oVersus separou uma lista com os cinco maiores nomes femininos em premiações de jogos competitivos, que inspiram jogadoras pelo mundo afora.

Leia mais:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

1. Scarlett

Total em premiações: US$ 201,943,83

Sasha “Scarlett” Hostyn é uma jogadora canadense de 24 anos, conhecida por estar entre os melhores do mundo no cenário competitivo de Starcraft II. Ela está no cenário competitivo desde 2011 e hoje acumula o total de US$ 201.943,83 em premiações.

Mesmo sendo a mulher mais bem paga, Scarlett está na 352ª colocação em relação aos pro players mais bem pagos do mundo.

Ela é transsexual e, sobre sua identidade de gênero, ela afirma que “isso possui relevância” em relação ao seu desempenho e que “sempre tentou não fazer disso um problema”. Atualmente, ela é membro do time alemão Team Expert.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

2. Mystik

Total em premiações: US$ 122,000.00

Antecessora de Scarlett, a americana Katherine “Mystik” Gunn, de 30 anos, liderou a lista de maior valor ganho em premiações por anos a fio.

Ela começou a jogar competitivamente em 2006 e alcançou destaque no cenário de Dead or Alive: 4 e Halo: Reach.

Mystik é também cosplayer e atualmente ela comanda um time de eSports e cosplay chamado Less Than 3.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

3. Ricki Ortiz

Total em premiações: US$ 80,780.18

Ricki Ortiz pode ser considerada a Chun-Li da vida real. Especializada na personagem em Street Fighter, Ortiz é o principal nome feminino dos jogos de luta e hoje compete pelo time Evil Geniuses.

A americana começou no cenário no início dos anos 2000 quando, ainda no ensino médio, seguiu o conselho de uma amiga e foi competir em um grande campeonato no Texas. Desde então, mantém ranques altos nos maiores torneios do mundo.

Representante do movimento LGBT, Ortiz se identifica como mulher desde 2014.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

4. Kasumi Chan

Total em premiações: US$ 55,000.00

Marjorie “Kasumi Chan” Bartell, de Dead or Alive 4, é a pro player americana que fez história com uma carreira curta e de sucesso. Em apenas duas competições, ela faturou o total de US$ 55 mil, sendo US$ 50 mil apenas em 2007 e os primeiros 5 mil no ano anterior, em 2006.

Bartell é mestre em Engenharia de Software e abandonou a carreira competitiva após receber seu maior prêmio. Seu nickname é inspirado na personagem Kasumi, de Dead or Alive 4.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

5. Sarah Lou

Total em premiações: US$ 50,000.00

Para ser milionária nos anos 2000? Fácil, só embarcar no competitivo de Dead or Alive 4.

Outro nome do cenário, a britânica Sarah “Sarah Lou” Harrison sucedeu Kasumi Chan e faturou o prêmio de US$ 50 mil em 2008. Dez anos depois, Sarah Lou mantém sua posição entre as mais premiadas do mundo, sendo a única britânica da lista. Assim como Kasumi, ela abandonou a carreira logo em seguida.



Helena Nogueira é redatora do Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
Comunidade
Mais notícias
LoL: Todas as músicas e temas de campeões são disponibilizadas no Spotify
League of Legends

LoL: Todas as músicas e temas de campeões são disponibilizadas no Spotify

Ouça o soundtrack oficial completo na plataforma de streaming
Matheus Oliveira
Tudo sobre o envolvimento da Blizzard com os protestos de Hong Kong
Blizzard

Tudo sobre o envolvimento da Blizzard com os protestos de Hong Kong

Mei, de Overwatch, se tornou um símbolo do movimento social
Helena Nogueira
Overwatch nos Vingadores: Criação de fã transforma personagens em heróis da Marvel
Overwatch

Overwatch nos Vingadores: Criação de fã transforma personagens em heróis da Marvel

Você já ouviu falar da iniciativa "escolte a carga"?
Lucas Hagui