Mortal Kombat

Como jogar de Coringa: Mortal Kombat 11 recebe personagem promissor para combos longos

Vilão de Batman chega ao jogo de luta em 28 de janeiro
@luccabucks
Matheus de Lucca
é reporter no Versus.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Faltando menos de uma semana para a chegada do Coringa em Mortal Kombat 11, o Versus testou o personagem a convite da Warner Bros. e constatou: vem aí mais uma adição excelente ao elenco do game de luta.

Leia mais

Livre para experimentar o Coringa por uma hora, escolhi estudar as três variações competitivas do lutador utilizadas em competições oficiais e no modo Liga de Kombate. Abaixo, minhas considerações sobre cada uma delas:

Trickster

A primeira variação competitiva do Coringa parece ter sido criada para os jogadores que preferem manter o oponente longe, com uma opção extra de ataque à distância para facilitar o zoning e também um parry.

O projétil em questão é um tiro baixo que parte de um fantoche do Batman, utilizado frequentemente pelo palhaço do crime em Mortal Kombat 11. Ele simplesmente saca um boneco do super-herói e faz uma bala sair pela boca do brinquedo… Deboche típico do arqui-inimigo.

Útil em combate mesmo quando os lutadores estão em extremidades diferentes, este projétil pode ser aproveitado também para completar combos simples (cujo dano varia entre 20 e 24% ao custo de uma barra).

Mesmo tendo o objetivo de completar um combo, o golpe especial serve ainda para afastar o oponente, pois a versão otimizada do ataque afasta o adversário a cada tiro (são quatro no total).

Após dar o quarto disparo, Coringa terá levado o oponente à outra extremidade da tela. Nesta condição, surge a oportunidade de fazer valer os golpes padrão do personagem - presentes em todas as variações. Gastando uma barra com este tipo de projétil médio, o jogador faz com que a bala descarregada pelo fantoche do Batman exploda e jogue o oponente para cima.

Este é o momento perfeito para o jogador se aproveitar e emendar um combo - de preferência usando o comando “frente+2”, em que o palhaço usa um pé de cabra para aumentar absurdamente o próprio alcance.

São poucos os personagens que conseguem iniciar um combo a partir de um projétil utilizado a uma grande distância em Mortal Kombat 11. Se a ideia lhe parece promissora, invista sem medo no Coringa.

O parry do vilão do Batman, como era de se esperar, é mais útil para evitar os Wake Up do que uma opção de defesa em plena trocação. Confesso que gostaria de muito mais tempo testando o personagem para entender melhor as aplicações desta opção.

1/4
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Devious Clown

Algo me diz que esta será a variação competitiva menos popular do Coringa. Por mais que outros jogadores possam encontrar melhores maneiras de se aproveitar dos golpes presentes nela, minha experiência foi marcada pela insegurança.

Sem uma opção de projétil baixo, o personagem perde poder ofensivo quando está longe do adversário. Em tese, isso é compensado pela adição de uma garrafa explosiva que o personagem chuta aos pés do oponente.

O ataque cobre distâncias variadas: curto, médio e longo alcance. Ao custo de uma barra, o objeto explosivo lança o oponente do Coringa para cima, viabilizando a execução de combos da mesma forma que o ataque padrão mencionado anteriormente.

Contudo, a demora para que a garrafa detone - e o fato de que Coringa não tem muitas opções defensivas após a animação do golpe especial - abre espaço para receber um contra-ataque.

De fato, ao usar o botão de defesa você pode esperar (e torcer) para que a garrafa exploda a tempo, mas um simples arremesso deve bastar para você reavaliar a estratégia.

Dominique "SonicFox" McLean pode ser campeão da EVO 2020 utilizando a Devious Clown - porém, enquanto eu não assistir a este momento com meus próprios olhos, realmente não aposto no sucesso desta versão.

Default (não, ainda não inventaram um nome para a terceira variação)

Você gosta de fazer o oponente sentir pressão? Prefere tomar a iniciativa sempre e emendar combos longos que causam muito dano? Então a terceira variação do Coringa será uma excelente opção.

Enquanto as duas primeiras variantes do personagem focam na criação de combos menores a partir de projéteis, a terceira traz um golpe especial que dá ao Coringa duas luvas de boxe (é claro, com uma mola acoplada) úteis para concluir strings lançando o oponente para o ar.

Aliás, é possível gastar duas barras no mesmo golpe, tornando a execução de um combo longo muito mais fácil. A sequência “frente 1 + 4 + luva de boxe otimizada” pode ser utilizada duas vezes e ainda sobra tempo para um frente 4 ao final do combo.

Estou falando de 33% de dano praticamente de graça. É claro que os dois ataques iniciais do combo são fáceis de defender porque acontecem na mesma altura (mid) - contudo, se o oponente for pego desprevenido, a única opção para evitar dano será gastar duas barras defensivas para cair.

É uma pena que Coringa tenha apenas opções mid e low para iniciar as strings. Seria interessante a inclusão de um overhead utilizando o pé de cabra, por exemplo... se bem que isso talvez deixaria o personagem um tanto desequilibrado.

Afinal, vale a pena?

Ao que tudo indica, Coringa agregará muito ao competitivo, embora possa ser relativamente previsível. A terceira variação - provavelmente a mais utilizada pelos jogadores no futuro - pode não ser tão diferente das versões de outros personagens do game focados em combos, mas atrai pela facilidade no manuseio do personagem.

Como se não bastasse a inegável qualidade em termos de jogabilidade, o personagem ainda traz referências brilhantes ao universo do qual faz parte. Espere os deboches costumeiros do meliante mais amado da DC e fatalities cheios de pegadinhas, cuja brutalidade talvez não seja vista nem nas HQs.

As skins são sensacionalmente coloridas, embora nenhuma versão do personagem em filmes seja contemplada. Lá se foi minha esperança de controlar o Heath Ledger... Mesmo assim, os equipamentos são igualmente incríveis (o pé de cabra em cores psicodélicas me ganhou na hora em que o vi) e as animações de vitória e introdução são muito marcantes pelas referências ao personagem.

Coringa é, basicamente, o resultado da convergência de estilo e habilidade. Um tiro certeiro, se me permite o trocadilho.

Coringa chegará a Mortal Kombat 11 em 28 de janeiro para quem possui o Passe de Kombate e em 4 de fevereiro para os demais jogadores.

Mortal Kombat 11 trouxe consigo o melhor modo tutorial da história dos jogos de luta, o que significa que qualquer um com o desejo de aprender como funciona este gênero pode entender como melhorar. Quer saber por que a comunidade chegou à essa conclusão? Basta assistir ao vídeo acima.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Diego Lima é repórter do IGN Brasil. Você pode segui-lo no Twitter em @Diego_SDL.

Tags Relacionadas
Mortal Kombat
Mais notícias
Mortal Kombat: Konqueror tem visto aprovado e disputará finais da Pro Kompetition
Mortal Kombat

Mortal Kombat: Konqueror tem visto aprovado e disputará finais da Pro Kompetition

Apenas para esta viagem, o pro player teve entrada no país negada quatro vezes
Helena Nogueira
MK11: Brasileiro Konqueror pode perder vaga no mundial por problemas com visto
Mortal Kombat

MK11: Brasileiro Konqueror pode perder vaga no mundial por problemas com visto

O campeão latino-americano teve a entrada nos EUA negada pela quarta vez
Matheus Oliveira
MK11: Brasileiro Konqueror é campeão da Liga Latina e garante vaga no mundial
Mortal Kombat

MK11: Brasileiro Konqueror é campeão da Liga Latina e garante vaga no mundial

Grande final aconteceu em São Paulo
Beatriz Coutinho