Como funciona a Capcom Pro Tour, o circuito competitivo de Street Fighter

É muito soquinho!
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Street Fighter conduz competições há décadas, mas seu circuito competitivo oficial consolidou-se a pouco tempo. Para os que procuram saber um pouco mais sobre a Capcom Pro Tour, o Versus preparou um guia com todos os detalhes para entender como a disputa funciona.

Leia mais:

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Começo

Com o sucesso de Street Fighter IV nas competições e o número expressivo de participantes nos eventos promovidos pela comunidade, a Capcom, produtora do game, decidiu apostar em um torneio oficial.

Após o Evolution Championship (EVO) de 2013, a Capcom Cup foi anunciada como uma competição que teria a participação dos melhores jogadores de SF do mundo. Na época, Ho "Xian" Kun Xian (campeão da EVO) e outros sete grandes nomes no cenário competitivo entraram para ocupar as vagas do torneio, através de qualificatórias ao redor do mundo.

Depois da vitória do japonês Naoto "Sako" na Capcom Cup 2013, foi definido que o evento seria anual, com campeonatos periódicos e espalhados pelo globo para todos os jogadores. Assim criou-se um circuito: o Capcom Pro Tour (CPT).

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Capcom Pro Tour

A partir de então, as competições passaram a seguir o modelo que é visto hoje, com os torneios distribuindo pontos aos participantes que servem para classificá-los em um ranking, do qual os mais bem colocados garantem vagas na Capcom Cup.

Os campeonatos, de acordo com sua importância, são separados em três categorias: EVO, o evento de fighting games mais importante do ano e o que mais rende pontos; Premier, competições presenciais com participação de jogadores do mundo todo; e Ranking, torneios presenciais menores e qualificatórias online em todo o globo.

Tabela de distribuição de pontos da Capcom Pro Tour, atualizada em 2018 | Foto: Reprodução
Tabela de distribuição de pontos da Capcom Pro Tour, atualizada em 2018 | Foto: Reprodução

Graças à distribuição de pontos de acordo com a performance dos jogadores, vencer um evento Premier é um dos grandes objetivos dos competidores, já que é uma entrada certa no ranking de classificação da CPT e na Capcom Cup, como já aconteceu este ano com Hajime "Tokido" Taniguchi, Seonwoo "Infiltration" Lee e Sim "NL" Gun.

Os campeonatos da categoria Premier acontecem apenas em algumas regiões do mundo, limitando muitos jogadores aos eventos menores, como é o caso dos brasileiros, que recorrem aos torneios promovidos dentro da América Latina para acumular pontos e chegar na Capcom Cup, meta que já foi alcançada por Eric "Chuchu" Moreira, em 2014, Keoma Pacheco em 2015, Thomas "Brolynho" Proença, em 2016 e 2017, quando foi acompanhado por Renato "DidimoKOF" Martins.

Em 2017, o dominicano Leonardo "MenaRD" Mena foi o grande campeão da Capcom Cup | Foto: Reprodução
Em 2017, o dominicano Leonardo "MenaRD" Mena foi o grande campeão da Capcom Cup | Foto: Reprodução

Capcom Cup

Anualmente, tudo culmina na Capcom Cup, onde os 32 melhores jogadores do ano lutam uma última vez para decidir o campeão da temporada.

O torneio é o mais almejado pelos que competem em Street Fighter, já que é o que garante o título de campeão mundial, além da maior premiação entre todos os torneios do game, que em 2018 chegou ao montante de US$ 400 mil.

A premiação total do campeonato aumenta com as vendas do pacote digital Capcom Pro Tour, um conjunto de itens cosméticos para o game que traz visuais especiais, o cenário da CPT, títulos e cores exclusivas.


Agora você já entende tudo que é preciso para entender a Capcom Pro Tour, torcer por seus lutadores favoritos e quem sabe também tornar-se um World Warrior! 

Para acompanhar as competições é só ficar ligado nos canais Capcom Fighters no Youtube e na Twitch.



Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
Street Fighter