CS:GO

CBCS: Times participantes, detalhes de formato e regulamentação são revelados

Saiba tudo sobre o Campeonato Brasileiro de Counter-Strike: Global Offensive
@luccabucks
Matheus de Lucca
escreve para o Versus.
A organização do campeonato quer "mudar a maneira como o CS:GO é consumido no Brasil" | Foto: Valve/Reprodução
A organização do campeonato quer "mudar a maneira como o CS:GO é consumido no Brasil" | Foto: Valve/Reprodução

Novas informações da organização do Campeonato Brasileiro de Counter-Strike: Global Offensive (CBCS) foram divulgados nesta segunda-feira (22) durante uma coletiva de imprensa. Entre as principais novidades estão os oito times que compõem a liga e também um detalhamento do funcionamento do sistema de franquias.

Leia mais


Os oito times que disputarão o CBCS são: Imperials eSports, Team Reapers, Uppercut eSports, Black Dragons (com line-up inteiramente feminina), Evidence, INTZ, Redemption e Skullz Gaming (ex-Progaming).

A primeira rodada do CBCS acontece em 25 de julho, durante a GameXP, que ocorre no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro. Os confrontos inaugurais serão:

  • Reapers vs Imperial
  • Evidence vs Skullz
  • Black Dragons vs INTZ
  • Uppercut vs Redemption


Será possível acompanhar os jogos nos canais oficiais do CBCS e também nos canais da SportTV.

Os oito times que integram a liga | Foto: CBCS/Reprodução
Os oito times que integram a liga | Foto: CBCS/Reprodução

A ideia do CBCS é "mudar a maneira como o CS:GO é consumido no Brasil" e "fortalecer o cenário do game", unificando o público que pode acompanhar um calendário fixo de jogos pelos próximos cinco anos.

O CBCS contará com três splits por ano, com nove semanas de campeonato, sendo que as primeiras sete semanas compreendem a fase de grupos em partidas MD1 e as duas últimas representam os playoffs e finais, em MD3. As fases de abertura e a grande decisão acontecerão sempre em grandes eventos, como a GameXP.

Neste primeiro momento, o CBCS terá duas temporadas. A primeira acontece entre julho e outubro e garante vaga para a StarSeries i-League Season 8. A segunda acontecerá entre o final de outubro e dezembro. Em 2019 a competição premiará R$ 420 mil e R$ 800 mil no ano que vem.

O modelo franqueado usado no CBCS difere do de grandes ligas como a OWL | Foto: Valve/Reprodução
O modelo franqueado usado no CBCS difere do de grandes ligas como a OWL | Foto: Valve/Reprodução

Quanto à organização da liga, foi revelado que os clubes franqueados não têm exclusividade com relação a campeonatos internacionais e, inclusive, os times poderão participar de qualificatórias internacionais. As equipes só não poderão participar de campeonatos de produtoras nacionais (como BBL e Gamers Club) enquanto os jogos do CBCS estiverem acontecendo.

O modelo de franquia não segue os mesmos moldes de ligas como a NFL e a Overwatch League. Os clubes não pagam pela inscrição, mas recebem incentivo da produtora, garantia de cinco anos de investimento e bônus por participação. Vale apontar que esta bonificação não compreende o subsídio integral dos times. Segundo os organizadores, esta decisão foi tomada "frente ao cenário econômico brasileiro e à capacidade de investimento nacional".

Para ajudar a regular a liga, os clubes participantes criaram a Associação Brasileira de Counter-Strike (ABCS), que já estabeleceu diretrizes, como a obrigatoriedade da contratação CLT de todos os jogadores. Quanto ao piso salarial dos atletas, é o mesmo da CLT, ou seja, de pelo menos um salário mínimo (R$ 998).

Como medida de profissionalização, a produtora Global Legends, em parceria com o DCSet Group e o Grupo Globo, investirá na produção de conteúdo em torno do CBCS e no treinamento dos jogadores no que diz respeito ao comportamento nos canais digitais, com intuito de torná-los influenciadores da modalidade e do campeonato.

Mais detalhes sobre os valores de investimento, do bônus de participação e da infraestrutura não foram revelados durante o evento.

Siga o Versus nas redes sociais para mais notícias - Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Matheus de Lucca é editor assistente do Versus. Siga-o no Twitter em @luccabucks.

Tags Relacionadas
CS:GO
Mais notícias
CS:GO: Caike irá jogar nos EUA pela equipe New England Whalers
CS:GO

CS:GO: Caike irá jogar nos EUA pela equipe New England Whalers

Jogador teve passagem por G3X, Team One, Virtue e outras grandes organizações
Jairo Junior
CS:GO: Com apenas 17 anos, Lucaozy é o novo jogador da DETONA Gaming
CS:GO

CS:GO: Com apenas 17 anos, Lucaozy é o novo jogador da DETONA Gaming

Jogador ocupará a vaga de Hardzao
Jairo Junior
CS:GO: INTZ perde para Lazarus e é eliminada do pré-Relegation da ESL Pro League
CS:GO

CS:GO: INTZ perde para Lazarus e é eliminada do pré-Relegation da ESL Pro League

Os brasileiros ainda terão mais uma chance no Relegation
Jairo Junior