Dota

Candidata ao Senado das Filipinas deseja banir jogos como Dota do país

O que disse, senadora?
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.

Se você gosta de games talvez Beth Lopez não seja a candidata que mereça seu voto, a candidata ao Senado das Filipinas que deseja banir games como Dota e Clash of Clans do país, caso eleita.

Leia mais:

Após oficializar sua candidatura nesta quarta-feira (17), a candidata de 58 anos anunciou sua ambição de tornar-se presidente das Filipinas e de substituir todos os jogos como Dota por games educacionais, que envolvem disciplinas ensinadas nas escolas.

"Eu trocaria Dota por jogos educacionais, como aqueles que abordam estudos sociais", afirma a candidata. "Dessa maneira, as crianças que passam muito tempo com computadores podem jogar e aprender ao mesmo tempo."

"Beth Lopes fica brava depois que as autoridades supostamente não permitiram que ela arquivasse seus documentos", diz o tweet.

Lembrando que as Filipinas são a sede de diversos campeonatos importantes do moba da Valve, como a segunda edição do Major Galaxy Battles, que distribuiu US$ 500 mil em prêmios.



Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
DotaMOBA
Mais notícias
Dota: Pain garante classificação para Summit 11 Minor
Dota

Dota: Pain garante classificação para Summit 11 Minor

Torneio acontece em novembro
Beatriz Coutinho
CS:GO atinge maior pico de jogadores da história e torna-se maior jogo do Steam
CS:GO

CS:GO atinge maior pico de jogadores da história e torna-se maior jogo do Steam

Com o recorde, o game ultrapassou PUBG e Dota 2
Matheus Oliveira
Dota 2: Ex-Infamous, Beastcoast recebe convite para disputar ESL One Hamburg 2019
Dota

Dota 2: Ex-Infamous, Beastcoast recebe convite para disputar ESL One Hamburg 2019

Torneio começa em 25 de outubro
Beatriz Coutinho