Dota

Candidata ao Senado das Filipinas deseja banir jogos como Dota do país

O que disse, senadora?
@_matheusF23
Escrito por
Matheus Oliveira

Se você gosta de games talvez Beth Lopez não seja a candidata que mereça seu voto, a candidata ao Senado das Filipinas que deseja banir games como Dota e Clash of Clans do país, caso eleita.

Leia mais:

Após oficializar sua candidatura nesta quarta-feira (17), a candidata de 58 anos anunciou sua ambição de tornar-se presidente das Filipinas e de substituir todos os jogos como Dota por games educacionais, que envolvem disciplinas ensinadas nas escolas.

"Eu trocaria Dota por jogos educacionais, como aqueles que abordam estudos sociais", afirma a candidata. "Dessa maneira, as crianças que passam muito tempo com computadores podem jogar e aprender ao mesmo tempo."

"Beth Lopes fica brava depois que as autoridades supostamente não permitiram que ela arquivasse seus documentos", diz o tweet.

Lembrando que as Filipinas são a sede de diversos campeonatos importantes do moba da Valve, como a segunda edição do Major Galaxy Battles, que distribuiu US$ 500 mil em prêmios.

Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
DotaMOBA
Mais notícias
Dota: AXX se torna a segunda mulher a participar de um qualificatório regional
Dota

Dota: AXX se torna a segunda mulher a participar de um qualificatório regional

Chinesa entrou para a história após eliminar a PSG.LGD durante o open qualifier da ESL One LA
Helena Nogueira
Dota: América do Sul terá liga regional após The International 2020
Dota

Dota: América do Sul terá liga regional após The International 2020

O Dota Pro Circuit (DPC) será reformulado após o TI10
Beatriz Coutinho
Dota 2: Estudante cria versão RPG single player do jogo para realidade virtual
Dota

Dota 2: Estudante cria versão RPG single player do jogo para realidade virtual

E foi para um trabalho da faculdade!
Helena Nogueira