Overwatch

BGH: Por dentro da melhor equipe de Overwatch do Brasil

Por dentro da "House"
@matheus.oliveira
Matheus Oliveira
é reporter no Versus.
© Reprodução
© Reprodução

A Brasil Gaming House é atualmente a melhor equipe brasileira de Overwatch. O time conquistou muitos títulos nacionais e hoje encontra-se na trigésima posição do ranking mundial da GosuGamers.

Antes representada pela Black Dragons, os jogadores que compõem a BGH apresentam um altíssimo nível de jogo. Com a soberania que foi imposta por eles nos últimos tempos, eles causaram uma grande melhoria em todas as outras equipes do cenário brasileiro.

Aproveitando esse momento e o crescimento internacional do game com o anúncio da Liga Overwatch, o jogador da Brasil Gaming House, Renan “alemao” Moretto, respondeu algumas perguntas exclusivamente ao Versus sobre o cenário competitivo do jogo. Confira!

Brasil Gaming House - line-up:

Felipe “liko” Lebrao

Eduardo “dudu” Macedo

Mateus “neil” Kröber

Renan “alemao” Moretto

Murillo “murizzz” Tuchtenhagen

Rodrigo "kolero" Kroeber

Qual é a situação atual do cenário brasileiro de OW e quais são os times que estão brigando pelo topo?

Alemao: O cenário brasileiro está estagnado há bastante tempo, os times brigando pelo topo sempre foram nós e a Keep. Atualmente estão ocorrendo algumas mudanças, principalmente com nosso time da BGH. Talvez essas mudanças irão trazer algum desafio novo, mas creio que quando as coisas se acertarem o cenário continuará o mesmo de sempre.

A classificatória para a Copa do Mundo de Overwatch contou com diversas etapas e a BGH representou o Brasil em Santa Mônica. Mesmo com a eliminação na fase de grupos, como foi participar do torneio?

Alemao: A sensação de ter participado de um torneio mundial foi sensacional. Chegamos confiantes, pois no cenário sul-americano nós nunca tínhamos perdido nenhum campeonato e estávamos ansiosos para ver o nível do Overwatch mundial.

O estilo de jogo foi diferente do que estávamos acostumados e logo no começo percebemos que seria um desafio gigante. Apesar das derrotas nos dois primeiros dias, os treinos foram excelentes, principalmente contra Taiwan. Aprendemos em duas tardes de treino o que demoraríamos vários meses para aprender no Brasil, isso nos deu uma vontade imensa em melhorar nosso jogo.

No primeiro dia treinando contra Taiwan, nós tomamos uma surra, mas fomos detalhando nossos erros e aprendendo com eles. No terceiro dia de evento estávamos ganhando a maioria dos treinos, foi incrível. Infelizmente, não foi nem de perto o suficiente para ter um resultado legal nos jogos oficiais. Treino é treino, jogo é jogo. Não podemos esquecer que Taiwan, por causa da região, consegue treinar contra os melhores times sul-coreanos, isso dá margem para eles nunca estagnarem e melhorarem sempre que possível. A mesma coisa aconteceu com a seleção dos EUA. Falaram para nós que eles estavam treinando 8 horas por dia para a copa e por isso conseguiram virar uma seleção absurdamente forte.

Como é a rotina de treino da BGH e o constante estudo do jogo:

A rotina de treino é limitada pois há pouquíssimos times de alto nível. Normalmente treinamos apenas 4 horas por dia, das 20h às 00h, que é o horário que todos os times treinam por aqui. Alguns dias separamos mais 2 horas para assistir algumas VODs e discutir sobre o meta, táticas, etc. Além dos treinos em time, jogamos partidas ranqueadas para treinarmos mecânica dos heróis, etc.

A realidade aqui é BEM diferente comparada com a norte americana. Para a maioria dos jogadores no cenário brasileiro, Overwatch acaba sendo um hobby ao invés de uma profissão, grande parte dos jogadores estudam ou tem um trabalho além do Overwatch, por isso não há times para treinar em outros horários. Já no cenário norte americano, por exemplo, os jogadores estão 100% vivendo pelo jogo, não estudam, não trabalham, moram juntos em uma casa e por isso conseguem treinar até 10 horas por dia. Há uma estrutura gigante para isso.

Qual é o suporte que a Brasil Gaming House entrega para vocês e o quão importante ele é para o time?

A BGH nos dá estrutura proporcional ao que o cenário demanda. Como eu disse, não há como treinarmos o dia inteiro ou termos uma rotina mais radical, não há cenário para isso, então a BGH nos proporciona o suporte financeiro e estrutural para que nosso time seja uma potência do cenário, além de ter nos ajudado com vistos e alguns documentos para a copa do mundo.

Não adianta morarmos em uma gaming house, pois só conseguiríamos treinar apenas das 20h às 00h todo dia. Só é possível ter uma rotina de muitos treinos em jogos grandes como o LoL, pois o cenário de LoL no Brasil é imenso comparado ao de Overwatch.

Aproveite o momento e sinta-se livre para deixar uma mensagem para os fãs que acompanham seu trabalho e a Brasil Gaming House!

Por fim gostaria de agradecer aos fãs que sempre nos apoiam e que nos apoiaram durante a copa. Significa bastante para nós. Obrigado pela força!

Felipe Cardoso é analista do Versus. Siga-o no Twitter em @felpyyy.

Tags Relacionadas
Overwatch
Mais notícias
Overwatch: Jogador descobre ponto de flanco incrível com Baptiste
Overwatch

Overwatch: Jogador descobre ponto de flanco incrível com Baptiste

Aproveitando - e muito - a Matriz Amplificadora do suporte
Matheus de Lucca
Overwatch quase teve um herói-pizza
Overwatch

Overwatch quase teve um herói-pizza

Qual seria o recheio dele?
Beatriz Coutinho
Cinco jogos para treinar mira em games de tiro e refinar a precisão
Guias

Cinco jogos para treinar mira em games de tiro e refinar a precisão

Chegou a hora de melhorar sua taxa de abates e headshots
Jairo Junior