Call of Duty

"A Virtue fez o que tínhamos como um sonho virar realidade", afirmam campeões sul-americanos de CoD

Conheça a organização brasileira que nasceu por amor ao jogo de tiro
@_matheusf23
Matheus Oliveira
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Existem diversos cenários nos quais pro players brasileiros conseguem destaque: Counter-Strike: Global Offensive,Dota 2 e Rainbow Six: Siege são alguns exemplos. O que poucos sabem é que Call of Duty também possui competidores de peso carregando a bandeira do Brasil, como os jogadores da Virtue Gaming, campeões sul-americanos de CoD.

Leia mais:

Durante o evento de revelação de Call of Duty: Black Ops 4, os pro players Leonardo "Scarz" Henrique, Gabriel "Bielzinho" Sampaio e Gabriel "EliTz" Batista, e o dono da organização, Ricardo "Rica" André, conversaram com o Versus e contaram sua história e o que podemos esperar do futuro do Brasil no cenário de CoD.

EliTz erguendo o troféu da BSOG, campeonato brasileiro de CoD, em 2017 | Foto: Alefe Tanaka
EliTz erguendo o troféu da BSOG, campeonato brasileiro de CoD, em 2017 | Foto: Alefe Tanaka

Uma organização que nasceu por amor ao Call of Duty

A Virtue Gaming foi criada em 2014 com apenas um objetivo em mente: dominar o cenário de CoD.

O time começou com grandes jogadores da época, entre eles Eric "cocoLander" Martins, muito conhecido pela comunidade. De lá para cá, muitas metas foram atingidas e obstáculos superados.

Hoje, quatro anos depois, a organização detém o título de campeã sul-americana de Call of Duty, com um pé dentro do grande campeonato mundial - o Call of Duty World League Championship.

"A Virtue fez o que tínhamos como um sonho virar realidade", conta Bielzinho. "O único time no Brasil que pode dizer que é profissional no CoD é o nosso, e falamos com muita alegria."

"No início da equipe sempre tivemos times a bater, e hoje a maioria deles nem existem mais", afirma Rica. "Estamos dando um passo de cada vez em direção ao objetivo que temos desde a criação do time: sermos campeões."

Bielzinho após vitória no campeonato sul-americano no Chile, em 2017 | Foto: Guilherme Lemos
Bielzinho após vitória no campeonato sul-americano no Chile, em 2017 | Foto: Guilherme Lemos

O cenário competitivo de Call of Duty no Brasil e no mundo

Assim como acontece com diversas modalidades de eSports no Brasil, os pro players de CoD não escapam das dificuldades.

Na América do Norte e Europa, o cenário de Call of Duty é desenvolvido e consolidado, com diferentes campeonatos acontecendo durante todo o ano e times garantindo vagas em torneios internacionais.

Já no Brasil, os jogadores de CoD têm uma estrada mais tortuosa com poucas oportunidades para competir, seja no próprio país ou no restante da América do Sul.

"Ainda vemos uma discrepância muito grande se compararmos do CoD com outros jogos", comenta Bielzinho. "Esperamos que algum dia a Activision ajude o jogo a brilhar no Brasil como brilha lá fora."

"No CS, a comunidade tem um campeonato diferente todo fim de semana e com isso sempre surgem novos players e equipes. Com o CoD isso não acontece", conta Scarz.

A chance para os competidores brasileiros alcançarem os palcos mundiais chegou apenas em 2018, com o National Circuit da Call of Duty World League (CWL), circuito competitivo oficial do game.

"Parece que tudo está indo devagar mas muito bem, o que deixa nós competidores muito esperançosos", afirma EliTz.

Foto: Alefe Tanaka
Foto: Alefe Tanaka

Boas coisas por vir

Com a vitória no National Circuit, os competidores da Virtue Gaming garantiram vaga no Last Chance Qualifier, campeonato que dará uma última vaga para o Call of Duty World League Championship, final mundial da CWL.

Os brasileiros estão investindo na oportunidade, inclusive com planos que envolvem um período de treinos na América do Norte em preparação para o torneio.

"Ninguém do Brasil nunca chegou tão longe e nós temos essa chance, eu acredito no nosso time", comenta Scarz. "Vamos para lá em nossa melhor fase. Não estaremos representando só a Virtue, será o país inteiro."

"Todos esses anos jogando foram para isso, jogaremos pela Virtue carregando o nome do Brasil", afirma EliTz.


O Last Chance Qualifier acontece no fim de julho, ainda sem data confirmada. Os jogos serão transmitidos no canal oficial do Call of Duty na Twitch - não deixe de torcer pelos brasileiros!



Matheus Oliveira é redator do Versus. Siga-o no Twitter.

Tags Relacionadas
Call of DutyCOD
Mais notícias
Call of Duty: One Academy recebe torneio sul-americano com premiação de R$ 4 mil
Call of Duty

Call of Duty: One Academy recebe torneio sul-americano com premiação de R$ 4 mil

Disputa acontecerá em outubro
Beatriz Coutinho
Call of Duty: eUnited é campeã do mundial CWL Champs 2019
Call of Duty

Call of Duty: eUnited é campeã do mundial CWL Champs 2019

Time fez uma ótima campanha durante todo o torneio
Beatriz Coutinho
CoD: Athena's e-Sports anuncia line-up feminina do game
Call of Duty

CoD: Athena's e-Sports anuncia line-up feminina do game

A equipe já está treinando com apoio técnico e psicológico
Lucas Hagui