League of Legends

7 das piores jogadas do competitivo de League of Legends

Pro player também erra, pro player também é gente
@luccabucks
Matheus de Lucca
escreve para o Versus.
Foto: Reprodução/Riot Games
Foto: Reprodução/Riot Games

Ninguém é perfeito e isento de cometer erros nos games, nem mesmo os atletas profissionais de League of Legends. Todos buscam se espelhar em pro players para melhorar e aprender táticas eficazes, mas também é bom ver que eles são gente como a gente e pisam na bola de vez em quando. O Versus elaborou uma lista reunindo sete das piores jogadas que já aconteceram no competitivo do LoLzinho, desde grandes clássicos a eventos recentes.

Leia mais

Dyrus morre para os lobos

Marcus "Dyrus" Hill foi uma presença marcante em League of Legends desde seu início. Nos primórdios do competitivo do MOBA da Riot Games o jogador integrou uma equipe chamada All or Nothing e depois se juntou à Epik Gamer, equipe na qual ele desempenhou diversos papéis.

Nas semifinais da IPL 3, a Epik enfrentou a TSM e Dyrus ficou encarregado da selva, com Gangplank. Antes de continuarmos é importante lembrar que o time de Dyrus não tinha posições definidas - cada jogador desempenhava uma função diferente em cada game. Pois bem, Dyrus não sabia exatamente quais itens comprar, e resolveu olhar o guia de Gangplank na selva escrito por TheOddOne - o caçador da TSM, seu adversário. Distraído, ele acabou morrendo para os lobos, afinal, nessa época os monstros da selva eram muito mais ameaçadores do que hoje.

Apesar disso, a Epik acabou levando a melhor na série contra a TSM e chegou até a final, quando perdeu para a Dignitas.

O momento foi marcante para os esports, tanto que até sua aposentadoria em 2017, Dyrus era sempre lembrado por ter morrido para os lobos em uma partida competitiva, e ele chegou a usar o nick "I DIED TO WOLVES" (MORRI PARA OS LOBOS) em uma de suas contas.

Dignitas e Renegades perdendo no PvE

Na temporada 2016 da League of Legends Championship Series (LCS) as equipes norte-americanas Dignitas e Renegades protagonizaram uma das partidas mais trágicas e cômicas da história. Os dois times já não estavam muito bem no torneio e seus games eram sempre um atropelo - em favor de seus adversários - mas ambas se superaram nesse embate.

O meta naquela época envolvia muita troca de rotas e equipes correndo para ver quem destruía a primeira torre, que muitas vezes nem era defendida. Aos 3 minutos e 45 segundos, a Dignitas estava prestes a derrubar a torre da rota inferior, mas a estrutura não deixou barato e levou dois de seus integrantes.

Para não deixar seus oponentes tristes com o deslize, a Renegades retribuiu ao perder dois jogadores para o Arauto, menos de um minuto depois da execução para a torre. O momento gerou muita confusão nos espectadores, afinal, esse tipo de ocorrência definitivamente não é comum. O resto da partida seguiu com o clima desastroso, culminando em vitória da Renegades.

Hauntzer se empolga demais na iniciação

Na temporada 2015 da LCS, Kevin "Hauntzer" Yarnell, atual jogador da Golden Guardians e ex-TSM, defendia a Gravity. Nessa época, Ekko era uma escolha popular na rota do topo, causando grande caos nas linhas inimigas e, dependendo da build, o Rapaz que Estilhaçou o Tempo poderia eliminar os carregadores inimigos em um piscar de olhos.

Hauntzer quis fazer justamente isso contra a Sivir de Nien, da Team 8. Ele usou seu teleporte, partiu para cima do inimigo e, na empolgação, usou sua habilidade ultimate, Cronoquebra, e voltou para a base.

A jogada foi um tanto vergonhosa, mas não importou tanto, visto que Hauntzer já estava bem feedado e a Gravity controlava o game, chegando facilmente à vitória.

Faker erra o flash

O pro player sul-coreano Lee "Faker" Sang-hyeok é um dos maiores nomes do LoL. Por mais que sua equipe não esteja em tão boa forma como antes, ele ainda é considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos, mas isso não significa que ele nunca tenha cometido certos erros.

No segundo jogo da semifinal do Mundial de 2016 entre SK Telecom T1 e ROX Tigers, Faker foi alvejado pela Flecha de Cristal Encantada da Ashe de PraY - ele tentou usar seu flash para escapar, mas deu de cara com a parede, como muitos de nós certamente já fizeram.

A SKT perdeu esse game frente à excelente performance da ROX, mas acabou levando a série e conquistou a taça do Mundial. Essa certamente não foi a única vez que Faker errou um flash competitivamente, mas serve para mostrar que sim, deuses também sangram.

Xpecial calcula tudo errado

Na LCS 2015 o elenco da Team Liquid contava com o suporte Alex "Xpecial" Chu. Em uma partida contra a TSM, ele quis fazer uma iniciação com o flash+ult da Annie, mas deu tudo errado. Seu feitiço de invocador não o colocou sequer perto o suficiente para o engage, mas mesmo assim ele tentou alcançar os inimigos com o Tibbers e passou longe. Veja abaixo:

O deslize foi feio, mas a Liquid estava na vantagem e conseguiu conquistar a vitória sobre a TSM. Inclusive, nessa temporada a TL ficou no primeiro lugar da tabela.

Os teleportes de LEP no Mundial

Em 2014, a KaBuM se classificou para o Mundial depois de uma boa campanha em território nacional. A line-up brasileira ficou marcada no cenário internacional por dois motivos: impedir que a Alliance passasse para as oitavas-de-final e pelos teleportes de Pedro Luiz "LEP" Marcari.

O top laner da KaBuM já tinha certa fama de usar o feitiço na hora e nos lugares errados, mas sua performance no Mundial foi impressionante, com teleportes questionáveis - seja com pouca vida ou em situações em que seu time não tinha como auxiliá-lo. Em três jogos, LEP acumulou a pontuação de 0/16/2.

Depois do ocorrido, qualquer teleporte questionável passou a ser chamado de "LEP TP" ou de "teLEPort".

Desde então, LEP melhorou bastante seu jogo e seus julgamentos de quando e onde usar o teleporte, executando jogadas que ajudaram sua equipe a virar o jogo em diversas ocasiões. Atualmente, o top laner defende a RED Canids.

Poxa, nenhuma ult?

No segundo split do CBLoL de 2017, o top laner da TShow, Vinícius "b4dd" Gomes teve certos problemas para acertar suas ultimates de Poppy contra a CNB. Sua equipe já tinha perdido a primeira partida, então o panorama geral não era dos melhores. Se foi por nervosismo ou erros de cálculo, não sabemos, mas certamente não foi nada bonito de se ver.

Contamos pelo menos três vezes nas quais b4dd desperdiçou uma ultimate que poderia ter salvo sua vida e de sua equipe. Primeiro aos 9:50 do vídeo abaixo, e depois aos 26:30 e aos 29:50.

O segundo split não foi nada bom para a TShow no geral - a equipe sequer ganhou uma partida e terminou a temporada sem pontuar. Foi um contraste grande, visto que o time veio como campeão do Circuito Desafiante naquele ano.

Lembrando que o cenário brasileiro continua com o CBLoL no próximo sábado (9), com o confronto entre INTZ e Redemption, às 13h. Já o Circuito Desafiante retorna na próxima segunda-feira (11), com Pain Gaming contra Operation Kino, às 21h.

Você lembra de mais alguma jogada duvidosa dos pro players em competições? Compartilhe abaixo nos comentários.

Matheus de Lucca está fazendo bootcamp por 1 mês no Versus. Você pode segui-lo no Twitter.

Tags Relacionadas
League of Legends
Mais notícias
LoL: RED Academy vence Rensga e garante vaga no Circuito Desafiante 2020
League of Legends

LoL: RED Academy vence Rensga e garante vaga no Circuito Desafiante 2020

A série foi apertadíssima e terminou em 3 a 2
Beatriz Coutinho
TFT: Hafu vence jogador que fez comentário machista durante partida
Teamfight Tactics

TFT: Hafu vence jogador que fez comentário machista durante partida

Jogadora também reportou o adversário
Matheus Oliveira
LoL: Rensga cria apresentação de Power Point para fãs verem jogos no trabalho
League of Legends

LoL: Rensga cria apresentação de Power Point para fãs verem jogos no trabalho

A transmissão do Circuito Desafiante está escondida em uma apresentação sobre meio ambiente
Lucas Hagui