Esports

Grandes marcas que patrocinam o cenário de esports

Não se trata mais de "só um joguinho"
@biaacoutinhoo
Beatriz Coutinho
escreve para o Versus.
© Reprodução
© Reprodução

Que os esports já são um sucesso mundial, todo mundo sabe. A cada ano que passa, o cenário mundial cresce ainda mais, caminha até mesmo rumo às Olimpíadas e ganha a atenção de marcas não necessariamente relacionadas ao mercado. O Versus selecionou grandes empresas que já fazem parte e patrocinam os esportes eletrônicos.

Leia mais:

© Reprodução/Newzoo
© Reprodução/Newzoo

As expectativas para o futuro não poderiam ser melhores. De acordo com uma pesquisa realizada pela NewZoo (foto ilustrativa acima), com o amadurecimento mundial dos esportes eletrônicos, é possível que o cenário alcance um lucro de até US$ 2,4 bilhões.

Confira a lista com 10 empresas gigantes que estão acreditando nos eSports tanto quanto nós:


Coca-Cola

© Reprodução
© Reprodução

A famosa fabricante de bebidas que está presente no mundo inteiro também tem um pé no cenário de esports.

Com a sub-marca Coke eSports, a empresa patrocina diversos times e torneios, caso da Team One, que teve apoio da Fanta na final do 2º split do CBLoL 2017, e dos campeonatos mundiais de Smite e Vainglory em 2018, além de ter um clã em Clash Royale.


NetShoes

© Reprodução
© Reprodução

Recentemente, a empresa anunciou a Copa NetShoes E-sports, campeonato que tem como objetivo selecionar dois novos nomes para sua equipe de pro players de FIFA, sendo um jogador de PlayStation 4, e um para o Xbox One.


McDonald's

© Reprodução
© Reprodução

O McDonald's fechou uma parceria com a ESL e se tornou um dos mais novos patrocinadores da ESL Meisterschaft, edição alemã do torneio que conta com disputas de Counter-Strike: Global Offensive e FIFA 18.

Mas esta não é a primeira vez que a empresa dos arcos dourados dá as caras nos esports: em 2017, o Mc se juntou à Blizzard e patrocinou o campeonato mundial de StarCraft II.


Red Bull

© Reprodução
© Reprodução

Em parceria com a ESL, a Red Bull vem organizando há alguns anos o Red Bull Player One, torneio que reúne pro players e jogadores amadores de League of Legends no Brasil e em outros países.

Além disso, a marca já teve uma equipe de LoL disputando a Challenger Series europeia, sempre promove torneios de CS:GO e patrocina a equipe OG eSports de Dota 2.


Vivo Keyd

© Reprodução
© Reprodução

Muito além de um patrocínio, a Vivo possui a Keyd, organização que conta com duas modalidades de esports: League of Legends masculino e CS:GO feminino, no qual as jogadoras do time já levaram o título de diversos torneios.


Intel

© Reprodução
© Reprodução

Em parceria com a ESL, a Intel, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, patrocina diversos torneios de CS:GO, StarCraft II e Playerunknown's Battlegrounds.

Conhecidos como Intel Extreme Masters, esses campeonatos já são tradicionais no mercado de esports, sendo realizados em diversos lugares, como Katowice, na Polônia, e Oakland, nos Estados Unidos.


Submarino

Assim como a Vivo, o Submarino não só patrocina um time de esports, como tem o próprio. A equipe de LoL Submarino Stars foi anunciada durante a CCXP 2017 e surpreendeu os fãs do game por anunciar o retorno de Felipe "Yoda" Noronha ao cenário competitivo.


Nike

© Reprodução
© Reprodução

Com a entrada do futebol no cenário brasileiro de LoL, o Corinthians trouxe um grande patrocinador para a Red Canids: a Nike. O logo da empresa já está até mesmo na camisa da equipe.


Monster Energy

A Monster Energy é uma das mais novas patrocinadoras da Pain Gaming. A marca também aparece na camiseta da equipe e sempre manda diversos energéticos para a gaming house da equipe.

Além disso, a empresa de energéticos possui parcerias com diversos torneios e organizações de esports mundo afora.


Dell

© Reprodução
© Reprodução

Recentemente, a Team oNe e a Dell anunciaram uma parceria que vai garantir a ida da equipe de CS:GO da organização aos EUA.

"A sinergia entre os projetos da Dell e da Team One é muito grande. Desde as primeiras conversas, tínhamos a convicção de que a parceria seria fechada", afirmou Kakavel, dono da organização, ao Versus.

Kalunga

Foto: Red Canids
Foto: Red Canids

A rede de papelaria e material de escritório firmou uma parceria com a Red Canids em maio de 2018 para patrocinar os times da casa, além de ajudar na organização de eventos para a comunidade. Um exemplo disso foi um Meet & Greet com a equipe de League of Legends, que aconteceu em uma loja da Kalunga no espaço SP Mega Stores, em São Paulo.

BMW

Foto: Cloud9/Reprodução
Foto: Cloud9/Reprodução

A fabricante de automóveis anunciou a parceria com a organização norte-americana em março de 2019, marcando o seu primeiro investimento em equipes de esports. Como parte do acordo, que envolve financiamento, jogadores da Cloud9 participaram de comerciais da BMW.

Havan

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A varejista investiu no cenário competitivo de League of Legends com a fundação de um time, Havan Liberty. A empresa inaugurou um gaming office em Brusque, Santa Catarina, no qual os jogadores só comparecem para os treinos e depois retornam às suas casas normalmente. A equipe disputa o Circuito Desafiante.

Unilever

Foto: BLAST Pro Series/Reprodução
Foto: BLAST Pro Series/Reprodução

A Unilever, empresa multinacional de bens de consumo, anunciou sua entrada nos esports durante o torneio de CS:GO BLAST Pro Series São Paulo, com uma ativação envolvendo a marca de sorvetes Ben & Jerry's e a criação de um núcleo de esportes eletrônicos, em parceria com a agência eBrainz.

Entre outros objetivos, o núcleo de esports pretende "levantar bandeiras, ajudar a profissionalização e comoção em qualquer cenário e em diversos níveis". A empresa quer fazer parte de cenários que movem o público brasileiro, como Rainbow Six Siege e Just Dance.

Panini

Foto: Panini/ Reprodução
Foto: Panini/ Reprodução

A Panini se tornou a primeira grande marca de colecionáveis e cartas a entrar nos esports em janeiro de 2019, quando anunciou uma parceria com a compLexity Gaming.

O contrato de um ano de duração inclui a produção de packs de cartas e pôsteres temáticos da organização, que possui equipes de CS:GO, Fortnite, Rocket League, entre outras. A Panini também recebeu um canal na Twitch, operado pela compLexity.



Bia Coutinho é redatora do Versus. Siga-a no Twitter.

Tags Relacionadas
EsportsMercado
Mais notícias
Bolsonaro assina decreto que reduz imposto sobre videogames
Mercado

Bolsonaro assina decreto que reduz imposto sobre videogames

Alíquotas do IPI foram reduzidas
Beatriz Coutinho
Projeto de lei pode dificultar visto de pro players estrangeiros nos EUA
Mercado

Projeto de lei pode dificultar visto de pro players estrangeiros nos EUA

Projeto foi aprovado pela Câmara dos Representantes
Beatriz Coutinho
Kevin Garnett, estrela da NBA, investe na Triumph Esports
Mercado

Kevin Garnett, estrela da NBA, investe na Triumph Esports

Oganização conta com line-up em Overwatch, Teamfight Tactics e Apex Legends
Lucas Hagui